Shuttle bus | Angela Leong quer manter estacionamento nas Portas do Cerco

Angela Leong considera que os autocarros públicos devem ficar estacionados na zona do Campo dos Operários, dada a importância dos autocarros de turismo para o transporte de turistas. Já Agnes Lam defende que parte dos shuttle bus podem partir da fronteira localizada no Cotai, próxima da maioria dos empreendimentos de jogo

A passagem do tufão Hato por Macau causou graves inundações no terminal de autocarros das Portas do Cerco, danificando várias instalações. Depois do Governo ter anunciado que as obras de reparação só estarão concluídas em 2019, tem-se discutido a melhor forma de organizar o fluxo de autocarros na zona.

Angela Leong, directora-executiva da Sociedade de Jogos de Macau (SJM) e deputada reeleita nas últimas eleições, emitiu ontem um comunicado onde defende que os autocarros de turismo devem permanecer estacionados no mesmo local, sendo que os públicos devem ficar no parque de estacionamento provisório do Campo dos Operários, juntamente com as paragens.

A empresária disse ainda entender os pedidos da população para resolver o problema e adiantou que o Governo deve sempre tomar uma decisão com base naquilo que os cidadãos defendem.

Angela Leong frisou a importância dos autocarros de turismo, tendo lembrado que, além dos turistas, vários residentes têm beneficiado deste serviço gratuito, dada a insuficiência dos transportes públicos.

Mesmo que haja a necessidade de uma alteração do local de estacionamento dos shuttle bus, a empresária frisou que o Executivo necessita de ter em conta as necessidades dos turistas e as facilidades de transporte e de acesso.

Melhor gestão

Agnes Lam, que se estreia como deputada na próxima legislatura da Assembleia Legislativa, deslocou-se no domingo à zona das Portas do Cerco. Segundo o Jornal do Cidadão, a deputada eleita pede que se estude a possibilidade de uma melhor integração dos autocarros de turismo cuja última paragem seja perto das Portas do Cerco, para que possam ser daí retirados e, assim, deixar mais lugares disponíveis. Para a académica, parte destes autocarros poderia ficar no Posto Transfronteiriço Flor de Lótus, no Cotai.

Agnes Lam lembrou que a maioria dos autocarros dos casinos estacionados nas Portas do Cerco fazem percursos semelhantes, ou seja, quase todos terminam no Cotai, pelo que é necessária uma melhor coordenação.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários