Arnaldo Gonçalves lança livro “Macau, depois do adeus”

O académico Arnaldo Gonçalves lança esta quarta-feira, na Fundação Rui Cunha, o livro “Macau, depois do adeus”, uma obra que constitui “um ensaio sobre os últimos 15 anos de Macau como região administrativa especial da República Popular da China”.

A obra, lançada pela editora Ipsis Verbis, é composta por textos que são “reflexões que o autor foi fazendo ao longo de década e meia em que trabalhou em Macau enquanto português, num sistema de matriz e lógica chinesas, mas que, por razões invulgares, se imagina de osmose entre uma antiga maneira de viver e o alinhamento às directrizes políticas da República Popular da China”.

O lançamento, agendado para as 18h30, irá contar com a apresentação do jurista Paulo Cardinal e da professora universitária Vanessa Amaro.

Arnaldo Gonçalves é professor convidado no Instituto Politécnico de Macau desde 2003, onde lecciona nas áreas do Direito, da filosofia e do pensamento político. É licenciado em direito pela Universidade de Lisboa e mestre e doutorado em Ciência Política pela Universidade Católica Portuguesa. É mestre em Estudo das Religiões pela Universidade de Gales, Trinity Saint-David.

Além de “Macau, depois do adeus”, Arnaldo Gonçalves já lançou nove livros nas áreas do Direito Constitucional e Direito europeu, do pensamento político, das relações internacionais e da sociologia das religiões. Como investigador, publica regularmente em revistas da sua especialidade na Polónia, Argentina, Portugal, Irlanda, Singapura e França. Foi assessor da administração portuguesa de Macau entre 1988 e 1997. É desde 2003 consultor no Instituto para os Assuntos Municipais de Macau.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários