Karting | Piloto de Macau correu na semana passada com costela fracturada

O local João Afonso falha a corrida de karting de Domingo, que celebra a criação da RAEM, porque fracturou uma costela no fim-de-semana passado, também num prova. O piloto só deve voltar às pistas em Março.

O piloto João Afonso vai falhar a prova de karting que celebra a criação da RAEM, agendada para domingo, após se ter lesionado no fim-de-semana passado, com uma fractura numa costela. O incidente decorreu no Sábado, mas o piloto só foi diagnosticado no dia seguinte, após ter conquistado o 11.º lugar na Taça de Macau.

“Não vou participar [na corrida]. No fim-de-semana passado tive um acidente numa prova, ainda no sábado, aleijei-me e não estou recuperado para poder correr já este fim-de-semana”, disse João Afonso, ao HM.

“Lesionei-me durante na corrida da pré-final [apuramento para a final], quando na última curva da última volta um piloto veio contra mim e o karting dele subiu o meu e acertou-me. Fiquei com uma costela fractura e agora não posso correr”, acrescentou.

Na semana passada o piloto tinha participado nas corridas da Taça de Macau e na classe X30 SR, a última prova a contar para o Campeonato Asiático da modalidade. O acidente ocorreu no sábado, mesmo assim, no Domingo, João Afonso alcançou um 7.º lugar no Asiático e um 11.º posto na Taça de Macau, após ter arrancado do 22.º lugar.

Na altura, João Afonso não mencionou as lesões, até porque não pensava que se tratava de algo tão sério: “Eu no Domingo já me estava a sentir mal. Logo na primeira corrida depois de 15 voltas já não estava muito bem e isso afectou a minha performance”, explicou.

“Depois corri na prova da Taça de Macau, já com muitas dores. Eu na altura não me tinha apercebido que era tão grave. É verdade que no Sábado à noite já me tinha sentido mal, mas só no Domingo é que me apercebi que era mais grave do que estava à espera”, frisou.

Recuperação até Março

João Afonso entra agora num período de recuperação, apontando para um regresso à competição apenas em Março do próximo ano. O mais importante por agora, diz, é assegurar que recupera e descansa o suficiente para evitar possíveis complicações.

“Vou esperar para recuperar bem e pensar no próximo ano. É chato mas temos de aceitar a realidade, se não estou apto para correr também não vou forçar. Vou recuperar com calma”, justificou.

“Só devo voltar a competir em Março. Não vale a pena estar a esforçar-me porque como se viu no Domingo passado, os resultados também não foram nada de especial. Agora é esperar”, apontou.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários