PARTILHAR

As obras de renovação do antigo Hotel Estoril poderão demorar mais tempo do que o esperado. A garantia foi dada pelo gabinete do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, que confirmou a contratação de especialistas para uma futura avaliação do edifício.
“O Instituto Cultural (IC) vai contratar especialistas para efectuarem os trabalhos de avaliação do hotel e é expectável que o início do processo de avaliação vá atrasar o andamento do projecto”, pode ler-se num comunicado. “O projecto será implementado se merecer a concordância da maioria da população mesmo após o processo de avaliação do hotel. Contudo, as obras não vão terminar em um ou dois anos, sobretudo devido à demora na construção de um auto-silo de vários andares que possa facultar cerca de mil lugares de estacionamento, que poderá estender-se por alguns anos”, avança ainda o comunicado.
A notícia foi divulgada no âmbito de uma conversa telefónica, via Rádio Macau, que o Secretário teve com os ouvintes sobre o assunto. Na mesma ocasião ficou reiterada a protecção do painel de azulejos, como já tinha sido prometido anteriormente. “A opinião predominante veio indicar a possibilidade da manutenção e transferência do mesmo para outro local, algo que o Secretário considera uma sugestão muito boa, já que o Governo não tem a intenção de destruir o painel de azulejos”, refere o comunicado, que deixa ainda bem claro que a preservação não será o caminho a seguir.
“Alguns cidadãos e uma minoria de associações defendem a preservação de todo o edifício do antigo Hotel Estoril. Nesse caso, não seria possível construir nem o Conservatório de Macau, nem auditórios, na medida em que estes exigem uma nova estrutura arquitectónica adequada para albergar esses espaços, pelo que é necessária uma reconstrução.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here