Aeroporto com mais 66 % de passageiros face a 2023

O Aeroporto Internacional de Macau registou mais 66 por cento de volume de passageiros nos cinco dias de férias associados ao Dia do Trabalhador, ou seja, entre 1 e 5 de Maio, em relação a 2023.

Segundo um comunicado da CAM – Sociedade do Aeroporto Internacional de Macau, registaram-se nestes dias 908 voos com 109.592 passageiros, sendo que o pico de voos ocorreu no dia 1 de Maio, com 201 voos e 26.314 passageiros. Já o aumento do movimento de aeronaves no aeroporto, foi de 59 por cento face ao mesmo período do ano passado. Em relação a 2019, trata-se de um aumento de 80 por cento no volume de passageiros e de 85 por cento no movimento de aeronaves.

As rotas oriundas da China representaram 44 por cento do total, seguindo-se Taiwan com 11 por cento e rotas internacionais a representar 45 por cento. A CAM aponta, em comunicado, que pretende aumentar o número de rotas a circular por Macau para 22 percursos ligados ao interior da China, três a Taiwan e 14 internacionais, operados por 29 companhias aéreas.

Descreve-se ainda que os passageiros passam a ter acesso a mais voos directos além de poderem beneficiar “da rede de rotas europeias e americanas, permitindo uma transferência de bagagem sem problemas e uma viagem conveniente para os seus destinos finais”.

A CAM anunciou ainda que a Korean Air, companhia aérea sul-coreana, planeia lançar no segundo semestre deste ano, nomeadamente em Julho, uma nova rota de ligação entre Macau e Seul. Além disso, deverá ser lançada, antes do final do ano, uma nova rota entre Seul e Lisboa, o que irá permitir que os passageiros viajem directamente de Macau para Portugal via Seul. Cria-se, assim, “uma ponte de ligação entre os dois destinos, o que é conveniente para o turismo, cultura e economia”, destaca a CAM.

8 Mai 2024

CAM | Previsto aumento de 10% a 15% de número de passageiros

O responsável do Departamento de Marketing da Sociedade do Aeroporto Internacional de Macau (CAM), Eric Fong Hio Kin, estima que o número de passageiros no aeroporto aumente entre 10 a 15 por cento este ano.

A estimativa de Eric Fong foi apresentada em declarações citadas pelo jornal Ou Mun e indica que o número total de passageiros pode aproximar-se dos 6 milhões. No ano passado, o aeroporto foi terá sido utilizado por cerca de 5 milhões, uma marca ainda longe dos 9 milhões registados antes da pandemia. Eric Fong garantiu também que as actuais instalações do aeroporto têm a capacidade necessária para acolher o aumento.

Por outro lado, o responsável do Departamento de Marketing da CAM recusou que em Macau, e ao contrário do que acontece com Hong Kong, haja problemas com a falta de recursos humanos. Em Dezembro, a companhia aérea Cathay Pacific foi obrigada a cancelar vários voos durante o período das férias do Natal e do Ano Novo, alegadamente devido a várias baixas médicas entre os pilotos, embora também se fale de dificuldades na contratação de profissionais.

Contudo, o responsável afastou este cenário em Macau e sublinhou que durante o Natal o aeroporto teve um pico de utilização.

11 Jan 2024

Aeroporto de Macau a 55 por cento dos níveis pré-pandemia em 2023

Cerca de 5,15 milhões de passageiros passaram pelo Aeroporto Internacional de Macau (MIA) em 2023, perto de 55 por cento do recorde máximo fixado em 2019, antes do início da pandemia, disse ontem a companhia gestora. Num comunicado, a CAM – Sociedade do Aeroporto Internacional de Macau sublinhou que “houve um aumento significativo de passageiros”, nove vezes mais do que o número registado no ano anterior: pouco mais de 599 mil.

Em 2023, o volume de tráfego do MIA “estabilizou e recuperou gradualmente”, disse a empresa, sublinhando que o aeroporto processou um total de 42.504 voos no ano passado, equivalente a 54 por cento do registado em igual período de 2019. O aeroporto tem apenas ligações à China continental, Taiwan e Sudeste Asiático e a CAM garantiu que, “em resposta à procura do mercado, a rede das principais cidades do Interior da China e das rotas internacionais recuperou rapidamente”.

China domina

Os passageiros vindos ou tendo como destino a China representaram 58 por cento do total, seguidos do Sudeste Asiático, 27 por cento, e de Taiwan, 15 por cento, acrescentou a companhia.

A CAM prometeu que vai “colaborar constantemente com companhias aéreas estrangeiras e locais para explorar os mercados internacionais, de modo a desenvolver mais ligações de longo curso directas”. Em Novembro, o Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, garantiu que serão criados “mais voos internacionais directos” e que as obras de aterro e ampliação da infraestrutura serão lançadas na segunda metade de 2024. O aeroporto, atualmente com uma pista, tem capacidade para receber até 9,6 milhões de passageiros, mas a taxa de utilização é de “apenas 60 por cento”, lamentou Ho Iat Seng.

“Espero que a Air Macau possa adquirir aviões maiores, para realizar voos de longo curso”, sublinhou o governante, referindo-se à companhia aérea de bandeira do território. Em Junho, a directora dos Serviços de Turismo, Maria Helena de Senna Fernandes, descreveu o lançamento de voos directos entre Macau e Portugal como “um sonho”, mas lembrou também ser possível trabalhar com os aeroportos vizinhos de Hong Kong, Cantão e Shenzhen.

4 Jan 2024

Aeroporto | Número de passageiros com 66% dos níveis pré-covid

Mais de 116.300 passageiros passaram pelo Aeroporto Internacional de Macau entre 30 de Setembro e 6 de Outubro, período da Semana Dourada, números que representam 66 por cento dos níveis pré-pandemia. O aeroporto processou um total de 975 voos no espaço de sete dias, equivalente a 63 por cento do registado em igual período de 2019, de acordo com um comunicado da companhia gestora.

O aeroporto registou uma média de cerca de 139 voos e 16.620 passageiros por dia durante a semana dourada, referiu na quarta-feira a CAM – Sociedade do Aeroporto Internacional de Macau. Os passageiros vindos ou tendo como destino a China representaram cerca de metade (51 por cento) do total, seguidos do Sudeste Asiático (36 por cento) e de Taiwan (13 por cento), acrescentou.

A Direcção dos Serviços de Turismo (DST) tinha previsto uma média diária de 100 mil visitantes durante a Semana Dourada, que este ano se prolongou por oito dias graças à inclusão do Festival do Bolo Lunar. No primeiro dia da Semana Dourada, Macau recebeu quase 159 mil visitantes o segundo valor mais elevado desde que há registos, de acordo com dados oficiais divulgados pela Polícia de Segurança Pública. A região terminou este período com um total de 932.365 visitantes, aproximando-se dos valores pré-pandemia, e com uma média diária de mais de 116.500 turistas, indicou a DST.

A CAM disse que a Air Macau vai lançar voos regulares para a Indonésia no final deste mês, tendo prometido novas rotas “à medida que o quarto trimestre e as férias de Natal se aproximam”. A empresa garantiu estar a apoiar “a retoma de voos para vários destinos na China continental e a expandir-se para o Sudeste Asiático e outros mercados internacionais”. O aeroporto “trabalhará em linha com a direcção de desenvolvimento do turismo do Governo” de Macau para “promover a vinda de mais turistas internacionais”, prometeu a CAM.

13 Out 2023

Aeroporto de Macau cancela 100 voos devido a greve de companhia aérea de Taiwan

[dropcap]O[/dropcap] Aeroporto Internacional de Macau anunciou o cancelamento de 100 voos entre hoje e 17 de Julho devido à greve dos tripulantes de cabine da companhia de Taiwan Eva Air.

Os voos em causa dizem respeito a ligações para as cidades taiwanesas de Taipé (capital), Taichung e Kaohsiung, segundo informação que consta no ‘site’ do aeroporto. A greve dura desde 20 de Junho e é já a mais longa da história de Taiwan.

Os 2.300 trabalhadores que aderiram à greve reivindicam melhores salários e condições laborais, além de envolvimento na gestão da empresa.

3 Jul 2019

Aeroporto de Macau recebeu 180 mil passageiros no Ano Novo chinês

[dropcap]O[/dropcap] aeroporto internacional de Macau recebeu, entre terça-feira e domingo passados, 180 mil passageiros e registou cerca de 1.300 voos de e para o território, foi ontem anunciado.

De acordo com o comunicado da Companhia do Aeroporto de Macau (CAM), trata-se de um aumento de 18%, em passageiros e em voos, em relação a igual período do ano anterior. A CAM indicou ainda ter registado 32.100 passageiros só no domingo passado, o que representa um novo recorde no volume diário de passageiros.

No início deste ano, o aeroporto de Macau acrescentou três novas rotas internacionais às suas operações, Wenzhou (China), Chiang Rai (Tailândia) e Cebu (Filipinas).

Os Serviços de Turismo de Macau indicaram que o território registou a entrada de 1.213.487 milhões de pessoas entre segunda-feira (4 de Fevereiro) e domingo (10 de Fevereiro), a “semana dourada” do Ano Novo Chinês deste ano.

12 Fev 2019

CAM vai abater 75 milhões da dívida

A Companhia do Aeroporto de Macau (CAM) vai pagar, no próximo ano, mais uma prestação do empréstimo superior a mil milhões de patacas concedido pelo Governo, no valor de 75 milhões de patacas, mas não há uma data prevista para saldar por completo a dívida

 

[dropcap]À[/dropcap] luz da proposta de Lei do Orçamento de 2019, que vai ser votada amanhã na especialidade, o Governo prevê encaixar 75 milhões de patacas com mais uma prestação do empréstimo concedido à Companhia do Aeroporto de Macau (CAM), no valor global de 1,65 mil milhões de patacas. Não existe, no entanto, uma meta temporal para o pagamento integral da dívida remanescente.

Dados complementares à proposta de Lei do Orçamento de 2019, constantes do parecer elaborado pela 2.ª Comissão Permanente da Assembleia Legislativa (AL), indicam que, no próximo ano, o Executivo vai receber a quinta prestação do empréstimo concedido à CAM, cujo montante é calculado de acordo com 30 por cento do lucro líquido do ano anterior (correspondente a 250 milhões de patacas), deduzido da previdência e dos dividendos das acções preferenciais legalmente previstos, traduzindo-se em aproximadamente 75 milhões de patacas.

O HM contactou a Direcção dos Serviços de Finanças (DSF) no sentido de perceber se existe um calendário para o pagamento da dívida integral contraída pela CAM ao Governo. Em resposta, a DSF indica que o pagamento foi dividido em três fases: a primeira terminou em 2016, a segunda iniciou-se em 2017 e termina e 2022, enquanto a terceira começa em 2023 e continuará nos anos seguintes até à devolução total do empréstimo. “A CAM vai efectuar o pagamento ao Governo da RAEM numa base anual de acordo com o calendário”, indicou a DSF, sem apontar uma estimativa concreta para o termo do pagamento.

O Governo concedeu um empréstimo de 1,65 mil milhões de patacas para resolver a situação financeira da empresa, sendo que, até ao momento, a CAM liquidou aproximadamente 300 milhões. Com a verba a pagar no próximo ano (75 milhões) ficarão ainda por saldar sensivelmente 1,27 mil milhões de patacas depois de 2019.

Em Agosto, em resposta ao HM, a CAM reconheceu não ter um calendário para concluir o pagamento, embora tenha realçado estar agora com uma situação financeira mais estável: “A situação financeira da CAM melhorou muito com o pagamento dos empréstimos bancários através da emissão de acções preferenciais e, em 2015, iniciou-se o reembolso do empréstimo aos accionistas (incluindo ao Governo), de acordo com o plano aprovado pela direcção da empresa”.

A CAM, proprietária e gestora do Aeroporto Internacional de Macau, tem como accionista principal o Governo com um capital social de 55,24 por cento seguido da Sociedade de Turismo e Diversões de Macau (STDM) com 34,10 por cento. Os remanescentes 10,66 por cento pertencem a investidores de Macau, Hong Kong e China.

17 Dez 2018

Aeroporto | Mais 17 por cento de passageiros até Outubro

[dropcap]O[/dropcap] número de passageiros no Aeroporto Internacional de Macau aumentou 17 por cento entre Janeiro e Outubro comparativamente ao período homólogo no ano passado, tendo atingido os 670.000 passageiros, de acordo com o director do Departamento de Marketing da Sociedade do Aeroporto Internacional de Macau (CAM), Eric Fong.

Segundo a Macau News Agency, o movimento de aviões registou um aumento de 12 por cento, tendo sido efectuados 53 000 voos. As informações foram dadas pelo Eric Fong durante uma visita à China West Airport Co., Ltd. destinada à discussão da cooperação entre Xi’an e Macau para o estabelecimento de novas rotas.

7 Nov 2018

Aeroporto de Macau | Quatro milhões de passageiros no primeiro semestre

[dropcap style≠’circle’]O[/dropcap] aeroporto internacional de Macau (MIA) registou mais de quatro milhões de passageiros no primeiro semestre do ano, um aumento de 20 por cento em comparação com o período homólogo do ano passado, indicaram ontem dados oficiais.

Entre Janeiro e Junho, o aeroporto recebeu uma média diária de 22.000 passageiros, de acordo com um comunicado da Sociedade do Aeroporto Internacional de Macau (CAM) enviado à agência Lusa. Durante este período, o tráfego aéreo superou os 30.000 voos, um aumento de 12 por cento comparativamente a igual período do ano passado.

Os mercados do interior da China, do Sudeste Asiático e de Taiwan registaram um aumento de 37 por cento, 16 por cento e 4 por cento, respectivamente. Já as viagens em companhias aéreas convencionais e ‘low cost’ registaram aumentos respetivos de 26 por cento e 9 por cento.

Só no mês de Junho, o aeroporto recebeu 660.000 passageiros, o que representa um aumento anual de 19 por cento.

Em comunicado, o CAM atribuiu este aumento ao “número de visitantes de e para as rotas do interior da China e Sudeste da Ásia, que cresceram 41 por cento e 13 por cento, respectivamente”, indicam os dados.

Ainda este mês vão ser iniciados dois voos semanais para Sanya, na ilha chinesa de Hainão, e também serviços regulares entre Macau e três cidades cambojanas: Phnom Penh, Siem Reap e Sihanoukville, foi ontem anunciado.

6 Jul 2018