PARTILHAR
Gonçalo Lobo Pinheiro
Após o 15.º lugar conquistado na Taça de Carros de Turismo de Macau, no ano passado, Rui Valente regressa com o Mini Cooper e tem como objectivo terminar entre os dez primeiros na classe para motores até 1600cc turbo.

Quais os objectivos para esta edição?
Vamos fazer tudo para ficar nos dez primeiros. É o nosso objectivo e acredito que temos um carro para isso.

Com vai abordar a qualificação?
Só se apuram os 18 primeiros de cada categoria para a corrida. A qualificação tem de ser encarada como o início da corrida. Não se pode perder tempo.

Como preparou a edição deste ano?
Houve alterações ao nível dos regulamentos com o fim da imposição do restrictor [placa que limita potência do motor] e todos os carros estão mais rápidos. Também fizemos algum investimento antes da prova.

Quem são os favoritos à vitória na classe?
Em princípio vão ser os Peugeot RCZ patrocinados pela Suncity. Naquela equipa não há problemas financeiros e é tudo do bom e do melhor.

Porque não faz um investimento maior para Macau?
Não considero que se justifique investir mais do que faço. Por isso, vamos participar e dar o nosso melhor com o que temos à nossa disposição.

Como vê a medida de juntar a as classes para 1600cc e mais de 1950cc?
Há muita insatisfação entre os pilotos locais. E os que não conseguiram participar na corrida vão ficar frustrados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here