PARTILHAR

O 18º exemplar da Colecção BMW Art Car vai participar no 64º Grande Prémio de Macau e foi apresentado a semana transacta na China continental. No Museu de Art Minsheng, em Pequim, em frente a centenas de convidados, incluindo alguns membros da administração da BMW AG, a artista chinesa Cao Fei revelou o seu projecto que ficará aqui exposto até Novembro.

O BMW M6 GT3 empregará uma “realidade aumentada e virtual” e aborda o “futuro da mobilidade, como a condução autónoma e a digitalização”. Com 39 anos, Cao Fei, mais conhecida pelo seu projecto online RMB City (um mundo virtual projectado para o jogo de realidade alternativa Second Life), tornou-se a artista mais jovem a fazer um trabalho desta natureza para a BMW. O carro será visto a correr numa decoração em preto-carbono, isto porque que o design criado pela artista chinesa só é possível ser visto no mundo virtual.

“O BMW Art Car da Cao Fei é uma reflexão sobre a velocidade da mudança na China, sobre a sua tradição e o seu futuro”, era possível ler no comunicado da BMW. O projecto artístico está dividido em três componentes: um vídeo de um praticante espiritual viajando no tempo, recurso à realidade aumentada, exibindo fluxos coloridos de luz, acessíveis através de uma aplicação dedicada e o carro de corrida BMW M6 GT3 no seu preto-carbono original.

“Para mim, a luz representa pensamentos. Como a velocidade dos pensamentos não pode ser medida, o #18 Art Car questiona a existência de limites na mente humana”, diz Cao Fei, lembrando que “nós estamos a entrar numa nova era, onde a mente controla directamente objectos e onde os pensamentos podem ser transferíveis, como operações não tripuladas e inteligência artificial… Que atitudes e temperamentos seguram a chave que abrirá a porta para uma nova era?”

A tradição dos “BMW Art Car”, carros de competição cuja decoração fica a cargo de um artista de renome, como Alexander Calder, Andy Warhol ou Jeff Koons, remonta a 1975. Até hoje foram produzidos dezassete carros, sendo o exemplar que será visto a acelerar nas ruas de Macau o dezoito. O dezoito também será o número escolhido para a corrida em Macau, isto devido á simbologia do número na cultura chinesa. Esta será primeira vez que um “BMW Art Car” corre no Circuito da Guia.

Brasileiro ao volante

Entretanto, a BMW Motorsport já escolheu quem irá pilotar o seu carro entre nós no mês de Novembro. Apesar de contar nas suas fileiras com um especialista no Circuito da Guia e duas vezes vencedor da corrida de Fórmula 3, o português António Félix da Costa, o construtor alemão escolheu outro piloto lusófono para conduzir o BMW M6 GT3 especial, neste caso o brasileiro Augusto Farfus. O piloto de Curitiba conhece bem as ruas da RAEM, tendo vencido por duas ocasiões quando a Corrida da Guia pontuava para o WTCC.

Este carro será inscrito na corrida Taça GT Macau que este ano comemora a sua décima edição. Por confirmar está se esta mesma Taça GT Macau dará corpo pelo terceiro ano consecutivo à Taça do Mundo FIA de GT, apesar de Pun Weng Kun, Presidente do Instituto do Desporto do Governo da RAEM e Coordenador da Comissão Organizadora do Grande Prémio de Macau, ter dado sinais no sentido da continuidade durante a cerimónia do anúncio do patrocinador principal do evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here