Detido por suspeita de burlar compradores de máscaras

Um jovem de 27 anos, desempregado, foi detido na segunda-feira depois de levantar suspeitas de estar a burlar consumidores que tentavam adquirir máscaras online para se protegerem contra o Codvid- 19. De acordo com informação prestada pela Polícia Judiciária (PJ), o sujeito publicou nas redes sociais que tinha máscaras KF94/N95 para venda.

As máscaras KF94 conseguem filtrar micro-partículas e o suspeito colocou-as à venda por um preço de 250 patacas por um pacote de 20 máscaras.

O caso apareceu no “radar” da PJ depois de uma das vítimas se ter queixado depois de esperar em vão pela entrega das máscaras.

Numa altura em que há grande procura por este tipo de artigo, os interessados não se fizeram esperar. De acordo com dados facultados pelas autoridades, até ontem conheciam-se 24 vítimas e os prejuízos ascendiam a mais de 20 mil patacas, com as perdas por pessoa a variar entre 500 e cerca de 2 mil patacas.

Segundo apuraram as autoridades, o suspeito terá, alegadamente, usado três contas bancárias de uma loja online com o intuito de transferir as verbas apuradas para o Interior da China. O esquema implicava o pedido às vítimas para depositarem dinheiro nas contas indicadas. De seguida, o homem comunicava com o responsável pelo portal de comércio, através de uma aplicação de mensagens, a informá-lo que tinha depositado dinheiro na sua conta. O passo final era a transferência desses fundos para uma conta bancária no Interior da China, de forma a fugir à atenção das autoridades.

Depois de ser detido pelas forças policiais de Macau na sua residência, o suspeito negou ter cometido qualquer crime, continuou a afirmar que a publicação nas redes sociais não tinha como objectivo burlar ninguém, mas não providenciou qualquer prova de compra de máscaras.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários