Economia | Importações dos países lusófonos registam aumento

Até Novembro, Macau importou mais 7,4 por cento aos países lusófonos. Ao nível das exportações, o bloco lusófono dos países “Uma Faixa, Uma Rota” registou uma queda de 94,8 por cento

 
De Janeiro a Novembro, Macau importou dos países lusófonos, 776 milhões de patacas em mercadorias, ou seja mais 7,4 por cento em comparação com igual período de 2018, foi ontem anunciado pela Direcção de Serviços de Estatísticas e Censos (DSEC).
Em comunicado, a DSEC referiu que o território exportou para o bloco lusófono, nos 11 primeiros meses do ano, bens no valor de um milhão de patacas, uma queda de 94,8 por cento em termos anuais homólogos.
No período entre Janeiro e Novembro de 2019, as importações de mercadorias, em termos globais, alcançaram 81,31 mil milhões de patacas, uma descida de 1 por cento, em relação ao mesmo período do ano passado. Já as exportações do território cifraram-se em 11,69 mil milhões de patacas, uma subida de 4,9 por cento, em termos anuais homólogos, de acordo com a DSEC.
O défice da balança comercial nos 11 primeiros meses de 2019 cifrou-se em 69,62 mil milhões de patacas, menos 1,80 mil milhões de patacas, relativamente a igual período de 2018, notou a DSEC.

Sobe e desce

Por países ou territórios, as exportações para o Interior da China cifraram-se em 1,44 mil milhões de patacas, ou seja, menos 22,1 por cento em relação aos 11 primeiros meses de 2018.
Em contrapartida, os valores exportados de mercadorias para Hong Kong, no valor de 7,49 mil milhões de patacas, e para os Estados Unidos, no valor de 249 milhões de patacas, cresceram 7,7 por cento e 108 por cento, respectivamente.
Do lado das importações, registou-se uma descida de 3,2 por cento dos bens importados do Interior da China, no valor total de 27,97 mil milhões de patacas em termos anuais homólogos. Em sentido inverso, o valor importado de mercadorias da União Europeia, 22,31 mil milhões de patacas, subiu 9,2 por cento, nos primeiros 11 meses do ano.
O valor total do comércio externo de mercadorias entre Janeiro e Novembro de 2019 correspondeu a 93 mil milhões de patacas, uma queda de 0,3 por cento, em relação ao mesmo período de 2018.
O défice da balança comercial nos 11 primeiros meses de 2019 cifrou-se em 69,62 mil milhões de patacas, menos 1,80 mil milhões de patacas, relativamente a igual período de 2018.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários