PARTILHAR

“Acabar com a hegemonia do imobiliário, assegurar a justiça na gestão dos terrenos.” É este o mote do protesto que a Associação Juventude Dinâmica de Macau vai levar para as ruas no próximo dia 1 de Maio, Dia do Trabalhador. O protesto terá início na Alameda da Tranquilidade, na zona norte, tendo como destino a Sede do Governo. A Associação fez um apelo na sua página do Facebook para a presença dos residentes neste protesto, referindo que o sector imobiliário tem muitos interesses em causa nas políticas do Governo, sendo que muitos valores já desapareceram devido ao desenvolvimento económico. A Juventude Dinâmica refere os casos do Farol da Guia, Colina da Penha ou o projecto de construção no Alto de Coloane. A Associação considera que Macau não precisa de se desenvolver como Hong Kong e apela à utilização dos terrenos com base na lei e em conjunto com uma política de habitação pública que esteja orientada para o desenvolvimento da população. Pede ainda que o Governo divulgue mais informações sobre terrenos e o conteúdo das reuniões do Conselho de Renovação Urbana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here