PARTILHAR

A MGM China anunciou quebras de 33% nas receitas no território em 2015. A operadora registou receitas globais de 17,2 mil milhões de dólares de Hong Kong, menos 33% em relação ao ano anterior. A operadora compara estes resultados com o declínio de 34% registado pelo sector do jogo em Macau e de 38% na península. A companhia observa ainda que “a quota de mercado se manteve estável, apesar das novas aberturas” de casinos em 2015 no território.
A MGM, que resulta de uma parceria entre Pansy Ho, filha do magnata Stanley Ho, e a empresa norte-americana MGM Resorts, já tinha anunciado o adiamento da abertura do novo resort da empresa no Cotai e acrescenta agora que, apesar do orçamento para a construção do projecto se manter em 24 mil milhões de dólares de Hong Kong, este só abre para o ano.
“A companhia tomou a decisão estratégica de adiar a abertura do seu MGM Cotai do quarto trimestre de 2016 para o final do primeiro trimestre de 2017 com base nas condições actuais do mercado e do calendário de outras aberturas de resorts na zona”, refere.
A operadora referiu ainda que as receitas brutas do segmento de massas evidenciam “melhorias há dois semestres consecutivos”. Nos últimos três meses de 2015, os ganhos nas mesas de jogo deste segmento cresceram 12%, enquanto o segmento VIP registou perdas de 22%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here