PARTILHAR
Foto: Pedro André Santos

Todos os jogos da 4.ª divisão do futebol de Macau foram adiados, devido às suspeitas de utilização ilegal de jogadores que estão federados em campeonatos fora da RAEM. A informação foi avançada pelo portal Happy Macao, especializado em desporto local, e confirmada pelo vice-presidente da Associação de Futebol de Macau, Daniel Sousa, ao HM.

“Os jogos foram adiados. Estamos a estudar um caso que tem que ver com a 4.ª Divisão, mas não queremos mencionar as equipas e os jogos envolvidos em concreto. São dados que vamos dar a conhecer depois de haver uma decisão da Comissão Disciplinar”, afirmou Daniel Sousa, presidente da AFM, ao HM. “Esperamos que haja uma decisão dentro de uma semana ou duas. Logo a seguir, iremos retomar o campeonato”, acrescentou.

De acordo com o portal Happy Macao, a situação terá tido origem a 17 de Maio, após o encontro entre a União de Macau e o Cheng Loi, jogo em que a primeira equipa perdeu nos penáltis. Após a derrota, a formação da União apresentou queixa, por considerar que o Cheng Loi utilizou atletas inscritos em outros campeonatos, o que contraria o regulamento.

“Houve uma queixa e agora estamos a recolher todas as informações necessárias, mesmo junto das outra associações fora de Macau. O regulamento diz que os jogadores estrangeiros só podem ser inscritos com a apresentação da autorização da transferência internacional ou com a declaração das associações”, informou o vice-presidente da AFM.

Situação repetida

Esta é uma situação que não é nova em Macau. No ano passado, o Sporting foi penalizado devido à utilização de Júnior Soares, que também estava inscrito em Hong Kong. Na altura, os leões foram penalizados com uma derrota por 3-0 diante do Lai Chi, formação que apresentou a queixa. Porém, Daniel Sousa admite que o controlo destas ocorrências é mais limitado na 4.ª divisão.

“Este ano está a funcionar nas três primeiras divisões um sistema mais rigoroso para controlar estas situações. A quarta divisão, embora seja uma categoria que também faz parte do sistema de promoção e despromoção, é encarada mais como um torneio de entretenimento”, explicou o dirigente. “Não temos aplicado os regulamentos de uma forma tão rigorosa como nas três primeiras divisões, mas vamos reunir com os clubes. Se exigirem que a regra passe a ser aplicada de forma mais rigorosa, é o que vamos fazer”, frisou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here