China | Investimento em imobiliário desacelerou

O investimento no desenvolvimento imobiliário continuou a desacelerar na primeira metade do ano. O mercado mostrou sinais de arrefecimento, de acordo com dados divulgados na segunda-feira.

O investimento em desenvolvimento de imóveis cresceu 8,5% anualmente no período Janeiro-Junho, menos do que o registo de 8,8% nos primeiros cinco meses, de acordo com o Departamento Nacional de Estatísticas (DNE).

As vendas de casas medidas pela área subiram 16,1% no primeiro semestre, com crescimento acima de 14,3% no período Janeiro-Maio.

O crescimento do valor das vendas de casas também acelerou para 21,5% no primeiro semestre em comparação com 18,6% registado nos primeiros cinco meses.

Houve um progresso contínuo da desvalorização no mercado imobiliário, com áreas das moradias não vendidas abaixo de 9,6% no final de Junho em comparação com um ano antes, disse o porta-voz do DNE, Xing Zhihong.

Os dados aumentam a evidência de que o boom do mercado imobiliário da China está a perder força enquanto o governo continua com medidas de arrefecimento para reprimir possíveis bolhas.

Os preços astronómicos das casas, especialmente nas principais cidades, alimentaram as preocupações de que exista uma bolha no mercado imobiliário. Desde o final de 2016, dezenas de governos locais expandiram as suas restrições sobre compras de casas e aumentaram o pagamento de entrada para uma hipoteca.

O conjunto de dados foram lançados como parte de uma série de informações económicas reveladas pelo DNE incluindo o PIB, a produção industrial e o investimento em activos fixos, que mostraram que a segunda maior economia do mundo continuou a manter um crescimento estável.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários