PARTILHAR

A Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL) entregou os casos de conflitos laborais entre empregados e patrões do Imperial Palace à Polícia Judiciária (PJ). Ontem, mais seis funcionários do hotel, na Taipa, ameaçaram saltar de uma das plataformas do edifício. Os homens, que não são os primeiros a protestar desta forma, ficaram – desta vez – noite dentro no local. Eram cerca das 14h00 de segunda-feira quando os Bombeiros foram chamados ao local, conforme explicou ao HM um porta-voz da corporação, sendo que os trabalhadores só foram demovidos do local ontem pelo meio-dia. Os homens são de nacionalidade vietnamita e queixam-se de ter salários em atraso. O responsável dos Bombeiros confirmou que funcionários da DSAL foram ao local para tentar negociar com os funcionários. Um porta-voz do organismo explicou ao HM que são cerca de 209 os trabalhadores envolvidos em 65 casos de “conflito laboral”. O caso foi agora entregue à PJ. Até ao fecho desta edição, o HM não conseguiu contactar com o Imperial Palace.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here