PARTILHAR

Os Governos de Macau e de Zhuhai continuam sem um calendário concreto para a elaboração de um plano que venha a resolver a questão das cheias no Porto Interior. O assunto voltou a ser debatido no âmbito da 4ª reunião do Grupo de Trabalho sobre o Planeamento Urbanístico e Estudo do Tráfego Zhuhai-Macau. Um comunicado aponta que, apesar da Administração já ter adoptado várias medidas a curto prazo para resolver a questão da cheias que assolam o Porto Interior ao longo de vários anos, devido à sua baixa cota, a “resolução a longo prazo desta questão depende da cooperação regional”.
Na reunião, em que esteve presente o director das Obras Públicas (DSSOPT), Li Canfeng, e o seu homólogo de Zhuhai, Macau “apresentou o seu plano conceptual de reordenamento geral da orla costeira entre Wanzai (Zhuhai) e o Porto Interior (Macau) para resolução do problema das cheias no Porto Interior”. Não só os representantes prometem “agilizar” um processo que se arrasta há décadas como prometem voltar a debater o assunto na 5ª reunião do grupo de trabalho, que deverá realizar-se no território no segundo semestre deste ano.
Nesta reunião foi ainda debatido o projecto de construção do túnel sub-fluvial de ligação entre a zona de Wanzai (Zhuhai) e o Porto Interior (Macau), bem como o reordenamento do meio aquático entre as duas áreas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here