Exposição | “Dino Art Toy Boom” revela a personagem do ilustrador Siomeng Chan 

Foi inaugurada ontem a exposição “Dino Art Toy Boom”, na galeria At Light, que revela seis trabalhos de Siomeng Chan, ilustrador de Macau que decidiu virar-se para o mundo dos bonecos. “Dino”, o personagem criado em 2016, ganha novas versões e perspectivas através da pintura, escultura e outras representações artísticas

 

Não fosse o pai ter trabalhado numa fábrica de produção de bonecos, ou os colegas da faculdade serem apaixonados pela ilustração, e a vida de Siomeng Chan teria sido certamente diferente.

Estes dois episódios foram fundamentais para fazer dele um ilustrador e designer que decidiu juntar o trabalho ao mundo dos bonecos, apreciados por miúdos e graúdos.

A actividade de Siomeng Chan associada aos bonecos, em particular a um por si criado em 2016, de nome Dino, pode agora ser vista na galeria de At Light. Ao HM, Siomeng Chan explicou como surgiu esta oportunidade de transformar o Dino num objecto artístico.

“O Dino foi um dos trabalhos de ilustração que fiz em 2016. Na altura o cliente não escolheu este desenho, que foi deixado de lado. Mas como gostei do personagem decidi pegar nele e redesenhá-lo, para que agora possamos ter esta imagem actual do Dino”, disse.

A exposição conta com seis trabalhos de Siomeng Chan e outros de 30 artistas de todo o mundo, convidados pelo artista de Macau. Desta forma, o boneco Dino ganha assim diferentes perspectivas e interpretações.

“Decidi convidar 30 artistas ligados a vários tipos de arte, como a tatuagem, a ilustração ou a escultura. Dei-lhes o boneco Dino e deixei-os criar ou transformar o Dino segundo o seu estilo artístico ou a sua visão. Esta era uma experiência que queria fazer, ver quais são os limites para este tipo de bonecos.”

Isto porque, para Siomeng Chan, os bonecos são muito mais do que meros brinquedos usados pelas crianças. “A maioria dos bonecos ditos normais são brinquedos para crianças. Mas acho que não tem de ser assim. Podem ser peças de arte sem qualquer tipo de limitações. Quero quebrar essas regras e criar algo de infinito”, contou o autor.

Os trabalhos com a assinatura de Siomeng Chan são diversos. Um deles, intitulado “Dino Boom”, não é mais do que “uma grande caixa com mais de 80 bonecos Dino lá dentro”. Segue-se uma pintura, intitulada “The First Day of Adventure”, que conta a história da amizade do boneco Dino com mais três amigos. “Eu desenhei o primeiro dia em que começaram a sua aventura”, declarou o ilustrador. Nos restantes trabalhos, o artista assume que quis trabalhar de “uma forma mais abstracta” em ilustrações mais pequenas.

Espécie de movimento

Siomeng Chan acredita ser o único artista em Macau que associa o trabalho de ilustração ao mundo dos bonecos e deseja mesmo instituir uma espécie de novo movimento com esta exposição.

“Não há muitas pessoas que desenhem bonecos em Macau, penso mesmo que sou o único que faz este trabalho a tempo inteiro. Por isso penso que existe potencial para o design de bonecos em Macau.”

A ideia é expandir este ramo para outros países na Ásia, Europa ou América, confessou. “Não há pessoas que trabalhem nesta área, combinando a arte com os bonecos. Penso que é um novo movimento que se pode criar em Macau”, frisou.

A exposição conta, além dos trabalhos de Siomeng Chan e de artistas por si convidados, de uma linha cronológica que revela o percurso artístico e de vida do ilustrador. “O meu pai trabalhava numa fábrica de bonecos e quando eu era criança aprendi muito sobre esse mundo. Na universidade muitos dos meus colegas também gostavam muito de ilustração e isso levou-me a descobrir esta profissão. Sou ilustrador e designer por causa deles, e penso que os bonecos associados ao design e à ilustração são os elementos que fazem de mim aquilo que sou hoje”, rematou.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários