Metro Ligeiro | Rosário defende sistema de pagamento

O secretário para os Transportes e Obras Públicas defendeu ontem o mecanismo de pagamento dos bilhetes de metro, que exigem a compra de um cartão. Este sistema foi alvo de críticas por não ter uma câmara incorporada que permite o pagamento através de QR code ou com as carteiras electrónicas.

Ontem, quando questionado sobre o assunto, de acordo com o canal chinês da Rádio Macau, Raimundo do Rosário afirmou que houve um contrato assinado em 2010 para o fornecimento dos meios de pagamento e que esse vínculo tem de ser respeitado.

O secretário não afastou a hipótese de posteriormente a empresa responsável pela gestão do metro adoptar um novo sistema, mas só depois de tudo já estar em funcionamento. Ainda sobre o metro, Rosário frisou que a prioridade passa por abrir ao público a linha da Taipa.

Subscrever
Notifique-me de
guest
1 Comentário
Mais Antigo
Mais Recente Mais Votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
macaio
macaio
2 Ago 2019 16:44

Existem sempre “mudancas” nos contractos. Nao entendo porque o governo é a unica entidade em que não applica isto. Um contracto assinado em 2010, vao ao tal lugar, entao se so recebesse moedas, tambem seguiamos em frente?! Preocupante a mentalidade destes governantes, entao nunca ouviram falar em “”Change Orders”…
Existe todos os dias nos casinos e hoteis, os projectos tambem sao de 2008, voces tambem aprovavam um projecto sem changes de 2008?! VERGONHA!