PARTILHAR
Lusa

Ambos favoritos nos seus jogos, Portugal e Espanha ‘afinam pontaria’ para chegar ao primeiro lugar do grupo B do Mundial de futebol a decorrer na Rússia, sabendo que não podem ‘facilitar’, pois podem ser eliminados.

Os lusos, que jogam contra o Irão, e os espanhóis, que defrontam a já eliminada Marrocos, estão ‘irmanados’ em pontos e diferença de golos, com a ‘roja’ a conseguir vantagem mínima por total de cartões amarelos.

Os dois jogos disputam-se às 19:00 horas – em Saransk o Irão-Portugal e em Kaliningrado o Espanha-Marrocos -, ou seja, quatro horas depois dos do grupo A, de onde saem os adversários dos ibéricos nos oitavos de final.

O Arábia Saudita-Egito de Volgogrado é jogo de honra, só vale o terceiro lugar, enquanto o Uruguai-Rússia de Samara tem o estímulo de ordenar o primeiro e o segundo do grupo, o que em princípio determina um jogo mais ou menos fácil nos ‘oitavos’.

Até agora, Espanha e Portugal confirmaram o estatuto de melhores no grupo B e até se igualaram, 3-3, num jogo épico.

Depois de ganhar a Marrocos, de forma inesperadamente ‘aflita’, Portugal encerra com o Irão e um empate chega para ‘carimbar’ a passagem para a ronda seguinte.

O jogo tem o aliciante de marcar o reencontro entre Carlos Queiroz e Portugal. Agora, de lados diferentes da ‘barricada’, já que o treinador luso do Mundial de 2010 depois fez carreira no Irão, que quer superar pela primeira vez a fase de grupos.

“Queiroz é meu colega e amigo há 35 anos. Somos e vamos continuar a ser amigos. Amanhã é que não, a amizade fica de lado”, brincou Fernando Santos, o ‘mister’ de Portugal, anunciando uma ‘suspensão de amizade’ por 90 minutos.

No ‘onze’ de Portugal, certo é que Cristiano Ronaldo volta a ter os focos apontados. Se marcar, apanha o inglês Harry Kane na lista de marcadores – e se bisar, iguala Eusébio como melhor ‘artilheiro’ português de sempre em Mundiais.

Quanto à Espanha, que estreou neste Mundial Fernando Hierro como treinador, depois da saída mesmo na véspera de Julen Lopetegui, é mais do que favorita ante Marrocos, atendendo a que os ‘leões do Atlas’ estão virtualmente eliminados, apesar de terem mostrado bom futebol.

Se tudo correr normalmente, Portugal e Espanha jogarão para ganhar, ‘com um ouvido’ no andamento do outro jogo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here