Tufão Hato: DST não detectou especulação nos preços dos hotéis

A Direcção dos Serviços de Turismo (DST) emitiu ontem um comunicado onde aponta que, até ao momento, não foram registados casos de especulação nos preços dos quartos de hotel, apesar dos vários relatos que existem nas redes sociais nesse sentido.

A entidade, dirigida por Helena de Senna Fernandes, “não detectou até ao momento estabelecimentos hoteleiros a praticar preços mais elevados do que os reportados à DST pelos hotéis e pensões”. Contudo, a DST “detecto alguns portais de reservas de quarto online com subidas de preços”.

“A DST irá continuar a verificar os preços dos quartos praticados pelos hotéis e caso detecte infracções, sancionará de acordo com os regulamentos”, lê-se ainda.

Do total de 64 hotéis, classificados de três a cinco estrelas, há ainda seis estabelecimentos que não têm água nem luz, sendo que oito hotéis estiveram incontactáveis.

“Devido à maior parte das pensões estar localizadas nas zonas mais afectadas pela passagem do tufão, a maior parte não tem abastecimento de água ou de electricidade.”

Um total de 329 excursões chegaram ontem ao território, quando as ruas estavam ainda cheias de árvores caídas e sem um sistema de transportes normalizado. A DST alerta que “alguns itinerários poderão sofrer alterações devido ao impacto a vários níveis resultante da passagem do tufão”.

Até ao momento registaram-se 11 casos “referentes a inquéritos, queixas e sugestões relativas a itinerários turísticos, serviço de táxis e autocarros, de devolução de bilhetes de espectáculo, serviços de agências de viagem e hotéis”. Nenhuma das queixas se referiu aos preços dos quartos de hotel.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários