PARTILHAR

Aedição de 2016 do Campeonato de Carros de Turismos de Macau (MTCS, na sigla inglesa) tem início este fim-de-semana no Circuito Internacional de Zhuhai, no que será a primeira das duas jornadas duplas que compõem a competição que apura os pilotos de carros de Turismo do território para o Grande Prémio de Macau em Novembro.
Este é o primeiro dos dois “Festivais de Corridas de Macau” que se realizam este ano novamente na cidade continental chinesa adjacente à RAEM. Dividido em duas categorias – AAMC Challenge e AAMC Road Sport Challenge – o campeonato irá reunir um total de 42 concorrentes de acordo com as listas de inscritos publicadas no portal da Associação Geral Automóvel de Macau – China (AAMC). Num desporto que amarga de falta de renovação, destes 42 pilotos, há apenas dois novatos nestas andanças esta temporada, sendo os restantes participantes velhos conhecidos do desporto motorizado do território.

Os suspeitos do costume

A categoria AAMC Challenge, para viaturas derivadas de série com motores até 1.6 turbo, tem 26 inscritos. Pelo que foi dado a ver nas três provas do GIC Challenge – o mini-campeonato de Inverno que se realiza no Circuito Internacional de Guangdong – os Chevrolet Cruze de Filipe Clemente Souza, campeão em título e Jerónimo Badaraco são favoritos às vitórias.
Num ano em que o ex-pluri campeão Chou Keng Kuan não estará presente, a maior oposição ao duo macaense deverá vir dos Peugeot RCZ de Patrick Chan e Cheong Chi Hou. Há outros nomes portugueses a ter em conta e que se não tiverem uma palavra na luta pela vitória à geral, poderão pelo menos ter uma palavra na luta pelas posições do pódio.
São eles Álvaro Mourato (Peugeot RCZ), Célio Alves Dias (MINI Cooper S) e Eurico de Jesus (Ford Fiesta ST). Sem os meios da concorrência, Rui Valente (MINI Cooper S) e Hélder Rosa (Peugeot RCZ) terão como prioridade o apuramento, o que poderá até nem ser muito difícil, já que no ano passado 24 pilotos de Macau desta categoria conseguiram entrada directa na Taça de Carros de Turismo de Macau – CTM.

A crise bateu à porta

A escalada de custos num ambiente económico pouco propício e a maior limitação de entradas para o Grande Prémio tornou esta categoria menos atractiva este ano. Apenas 16 concorrentes se inscreveram, onde se destacam os suspeitos do costume: o campeão e vencedor desta mesma corrida no Grande Prémio Leong Ian Veng (Mitsubishi Evo9), Wong Wan Long (Mitsubishi Evo10), Lei Kit Meng (Nissan GTR-34) ou Ng Kin Veng (Mitsubishi Evo9). O único nome português inscrito é Luciano Castilho Lameiras no seu Mitsubishi Evo9. Notória é igualmente a ausência de Sérgio Lacerda e Belmiro Aguiar, dois pilotos lusófonos que animaram a categoria a época passada e que não se apuraram para o Grande Prémio do ano passado, perdendo assim qualquer hipótese de receber o subsídio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here