PARTILHAR

A seguradora portuguesa Fidelidade vai transformar uma das suas duas sucursais numa empresa local, dedicada ao direito. Fosun, a empresa chinesa detentora da seguradora portuguesa, viu a sua decisão aprovada e publicada em Boletim Oficial, assinada pelo Chefe do Executivo, Chui Sai On, com entrada em vigor a 1 de Outubro.
Num artigo, o Jornal Ponto Final explica que “na prática esta decisão não altera as operações da companhia pois o património, apólices e todas as responsabilidades da sucursal vão ser transferidas para a nova empresa. As transformações vão ser assim quanto à organização da nova empresa que vai passar a ter de constituir um Conselho de Administração de Macau e passar a ter assembleias-gerais aqui.”
Paulo Barbosa, director-geral da operação em Macau, explicou à publicação que a transformação representa “um maior compromisso da Fidelidade em Macau pois esta nova companhia é uma nova seguradora em Macau”, que se irá chamar, adianta Fidelidade Macau – Companhia de Seguros.
A decisão, diz ainda, foi “puramente comercial”. “A injecção de capital vem da Fidelidade, mas esta é detida pela Fosun, por isso podemos dizer que esta decisão reflecte um maior empenho da Fosun no negócios que estão a ser desenvolvidos em Macau”, esclareceu.
Ocupando o quinto lugar entre as seguradoras dos ramos gerais (não vida) – no território ligado principalmente à área da construção de casinos, automóvel ou acidentes de trabalho – a Fidelidade quer conquistar o mercado. “Queremos ir além disso”, defendeu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here