“Industry Hub” | Júri justifica premiação dos dois projectos locais

Antes ser criticado por premiar os dois projectos locais que se apresentaram na secção “Industry Hub”, do que não dar oportunidade a filmes que prometem qualidade só porque são de Macau. A ideia foi deixada pelo membro do júri desta secção do Festival Internacional de Cinema ao HM, Evan Louis Katz, que assim justificou os galardões atribuídos a Tracy Choi e a Wang Chac Koi

 

Os dois projectos locais seleccionados para a secção “Industry Hub” do Festival Internacional de Cinema projecto foram galardoados. “Lost Paradise” da realizadora Tracy Choi venceu, o primeiro prémio no valor de 15 mil dólares americanos, enquanto o prémio “Espírito de Macau”, foi atribuído a Wang Chac Koi com o projecto “Wonderland” no valor de cinco mil dólares americanos.

A avaliação dos 14 projectos internacionais que integraram esta secção do festival ficou a cargo do realizador Evan Louis Katz, do produtor Philip Iee e da especialista em formação de cinema Jane Williams.

Em declarações ao HM Katz justificou a premiação dos projectos de Macau. “Sei que muitas pessoas vão criticar o facto de existirem dois vencedores locais e sabe que mais? Queremos enfrentar essa crítica porque sentimos que estes projectos são tão fortes que nos sentiríamos realmente mal se não incluíssemos estes dois filmes entre os premiados só por estarmos preocupados com o que as pessoas vão dizer. Tracy Choi e Wang Chac Koi conseguiram trazer os seus projectos até nós, têm óptimas equipas e aguardo para ver estes filmes nas salas de cinema.”, começou por dizer, peremptoriamente, o realizador norte-americano.

Comédia negra e humana

Quanto à escolha de “Wonderland”, o júri foi conquistado logo com a forma como o filme foi apresentado. É uma comédia negra que me conquistou logo pelo seu aspecto divertido e pela forma como o projecto foi apresentado em que parecia que estava a assistir a uma stand up comedy”, refere Katz. A par do elemento divertido, trata-se de um projecto que “conta parte da realidade de Macau, em que os emigrantes vêm para cá em busca de dinheiro e depois voltam à sua terra natal, abordando a forma como sentem as transformações da sua identidade”, acrescentou.

Em suma, o júri considerou que estava perante uma “história que entre o crime, o drama e a comédia capaz de tocar temas mais sensíveis como o da emigração e o que é estar longe de casa”. Este último factor confere à película uma temática mais universal. “Gosto sempre de ver um filme de género que ao mesmo tempo traz uma reflexão sobre pessoas, e todas as oportunidades que tivermos para ter este género de filmes no ecrã são importantes”, conclui Katz relativamente ao filme de Wang.

Provas dadas

Já o projecto “Lost Paradise” de Tracy Choi arrebatou o júri por representar um desafio. O filme trata de uma matéria que vai ter dificuldades em ter o seu público. Isto seria factor suficiente para não apostar no seu financiamento, considerou o membro do júri. No entanto, a realidade é a oposta. “Tracy Choi não é nova a fazer filmes e tem-se sempre aventurado na abordagem de questões complexas e que nem sempre são fáceis, e é bem sucedida nisso”, referiu Evan Louis Katz.

A realizadora local já tem provas dadas e conhecidas do júri. “É uma equipa que trabalha muito para conseguir tratar de temas ligados à comunidade LGBT, à gravidez na adolescência, que são assuntos difíceis de se trazer ao ecrã e em que não é fácil conseguir financiamento. E, de facto, têm feito isso e são inspiradoras”, sublinhou.

Katz não deixou de recordar o filme que arrecadou o prémio especial do júri na 1ª edição do maior evento dedicado à sétima arte de Macau, atribuído a “Sisterhood” também de Tracy Choi, e que serve de exemplo de credibilidade para a realizadora. “’Sisterhood’ teve óptimas críticas internacionais, portanto agora com a abordagem do assédio sexual no ponto de vista da vítima, e sabendo que consegue fazer aquilo a que se propõe, achamos que deve ter uma oportunidade no financiamento deste novo projecto”, rematou.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários