Música | Kaiser Chiefs no último lote de bandas a entrar no cartaz do Clockenflap

O maior festival de música da região está à porta, a menos de um mês de distância. Entre o último grupo de bandas anunciadas estão os britânicos Kaiser Chiefs, os rappers Stormzy e Kid Ink. O Clockenflap 2017 arranca a 17 de Novembro, em Hong Kong, no Central Harbourfront e termina a 19

Cartaz fechado, agora venha a música. Os melómanos de Hong Kong, Macau e arredores têm o dia 17 de Novembro, de certeza, reservado. O Clockenflap 2017 está cada vez mais próximo e já tem as últimas bandas confirmadas. Entre as derradeiras participações contam-se Kaiser Chiefs, Stormzy, Kid Ink, Onra, Tokimonsta, os Cosmospeople e os locais Chochukmo.

Do lote final de bandas reveladas, destaque para os britânicos Kaiser Chiefs, o grupo que quase motivou um seguimento de culto em Portugal em parte motivado pelos concertos memoráveis que proporcionam.

A banda de Leeds, liderada pelo carismático Ricky Wilson, teve um começo de carreira fulgurante com o lançamento de “Employment”, o disco que marcou a ascensão meteórica dos Kaiser Chiefs com clássicos como “Everyday I Love You Less and Less”, “Oh My God” ou “I Predict a Riot”. O álbum de estreia, de 2005, valeu-lhe aclamação crítica, sucesso comercial e a acumulação de prémios e distinções, onde se contam três Brit Awards, o prémio de melhor álbum da NME e a entrada na lista do Mercury Prize.

Apesar de não terem conseguido repetir o sucesso e popularidade de “Employment”, a banda de Ricky Wilson foi sempre garante de concertos divertidos e de total entrega.

Chegam a Hong Kong como cabeças de cartaz de sexta-feira, dia 17, e trazem na bagagem o mais recente disco, “Stay Together”, um registo ritmado e propício a um pé de dança. Depois de meia dúzia de álbuns lançados, uma coisa é certa: os Kaiser Chiefs continuam em grande forma ao vivo.

No mesmo dia sobe ao palco do Clockenflap a Dj e produtora TOKIMONSTA, uma artista californiana de origem coreana.

Locais e estrangeiros

De Londres chega-nos um dos nomes mais badalados da nova onda de hip-hop londrina, Stormzy, que mistura os sons do jungle, breakbeat e ragga num cozinhado sonoro moderno. O rapper britânico estreou-se este ano em álbum com o lançamento de “Gang Signs & Prayer”, que chegou ao número um das vendas de discos no Reino Unido.

Com uma forte mensagem política, Stormzy promete fazer tremer as colunas do sistema do palco principal do Clockenflap no sábado, dia 18 de Novembro.

Ainda nas sonoridades mais urbanas, destaque para Onra, o rapper de Paris, que actua no Central Harbourfront também no sábado, dia que tem os The Prodigy como cabeças de cartaz. O francês é conhecido pela entrega que imprime nas suas actuações, pleno de “soul” e “groove”, a piscar o olho ao funk e ao RnB.

A caminho de se tornar uma lenda do hip hop que extravasa as fronteiras da França, Onra sobe ao palco do Clockenflap no sábado, no dia 18.

Também no sábado actuam os locais de Hong Kong Chochukmo, a banda de rock experimental que mistura sem receios sonoridades tão dispares como punk, música de dança, jazz e bossanova. De Taiwan chegam os COSMOS PEOPLE, uma banda de funk-pop.

Feitas as contas, a edição deste ano do Clockenflap promete pela diversidade e qualidade do cartaz mas, também, pela extrema fome de música ao vivo da região. Nunca mais chega 17 de Novembro.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários