PARTILHAR

Duas associações de moradores estiveram reunidas com os responsáveis da Direcção dos Serviços de Finanças (DSF), tendo sugerido a isenção do imposto de selo para que possam recuperar os edifícios antigos.
Segundo o Jornal do Cidadão, Leong Keng Seng, director da Associação de Mútuo Auxílio dos Moradores do Bairro de San Kio, disse que a actual cobrança do imposto de selo não é razoável porque devem ser consideradas as despesas pagas no acto de compra e venda do imóvel. O responsável considera que a recuperação dos prédios antigos poderá trazer pressão financeira aos seus proprietários, esperando que a DSF possa analisar a isenção do imposto de selo.
Leong Keng Seng, juntamente com o representante da Associação de Beneficência e Assistência Mútua dos Moradores do Bairro da Ilha Verde, explicou que um edifício já foi reconstruído por livre vontade dos proprietários, tendo sido concluídos os registos de propriedade horizontal. Contudo, como os proprietários cessaram as propriedades para que o construtor pudesse fazer a reconstrução do prédio, este teve de pagar o imposto de selo e despesas com o registo predial, pelo que os proprietários tiveram de pagar as mesmas despesas aquando da conclusão das obras.
Segundo o jornal, a DSF não deu nenhuma garantia sobre a possibilidade de isenção do imposto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here