Museu de Macau | Exposição retrata a evolução urbana do território

O Museu de Macau recebe, até ao dia 19 de Abril do próximo ano, uma exposição que conta a história do desenvolvimento urbano de Macau desde os meados do século XIX até aos nossos dias. “Uma Pérola do Mar – Exposição Dedicada à Evolução Urbana de Macau” apresenta mais de 100 peças divididas em quatro áreas distintas

 

Chama-se “Uma Pérola do Mar – Exposição Dedicada à Evolução Urbana de Macau” e é a mais recente exposição promovida pelo Instituto Cultural (IC), e que estará patente no Museu de Macau até ao dia 19 de Abril de 2020.

De acordo com um comunicado oficial, a exposição apresenta 101 itens ou peças distribuídas por quatro áreas, intituladas “Mudança Geográfica”, “O Passado e o Presente em Imagens”, “Construção de Infra-estruturas” e “Um Novo Capítulo”. O objectivo é “dar a conhecer aos residentes e turistas as conquistas de Macau em vários domínios nos últimos 20 anos desde a Transferência da Administração e apresentando assim uma nova perspectiva de Macau”.

A fim de complementar a exposição, são disponibilizadas uma área educativa e instalações multimédia no interior do Museu, proporcionando aos visitantes uma experiência mais realista e intrigante relativa ao desenvolvimento urbano de Macau, aponta o IC.

Evolução constante

“Uma Pérola do Mar – Exposição Dedicada à Evolução Urbana de Macau” revela uma história que começou a ser contada a partir de meados do século XIX, altura em que o território começou “a testemunhar um aumento dos seus recursos terrestres através de aterros, o que posteriormente veio a ter um profundo impacto no seu desenvolvimento urbano em geral”.

Para o IC, “a integração de diferentes culturas ao longo dos últimos séculos reflectiu-se nas edificações de Macau que foram combinando estilos ocidentais e chineses e o desenvolvimento urbano trouxe novas paisagens”.

Depois do desenvolvimento das ilhas de Taipa e Coloane, já no século XX, sem esquecer os projectos da ilha de Hengqin, com a edificação da Universidade de Macau, o território atravessa agora uma nova fase de desenvolvimento com os novos aterros urbanos.

“O tecido urbano de Macau tem melhorado com a conclusão de grandes projectos de infra-estruturas. Através de novos cais, pontes, aeroporto, e metro ligeiro, a ligação de Macau às regiões vizinhas e a outros pontos do globo tem vindo a melhorar”, adianta o mesmo comunicado.

31 Dez 2019

Museu de Macau | Exposição retrata a evolução urbana do território

O Museu de Macau recebe, até ao dia 19 de Abril do próximo ano, uma exposição que conta a história do desenvolvimento urbano de Macau desde os meados do século XIX até aos nossos dias. “Uma Pérola do Mar – Exposição Dedicada à Evolução Urbana de Macau” apresenta mais de 100 peças divididas em quatro áreas distintas

 
Chama-se “Uma Pérola do Mar – Exposição Dedicada à Evolução Urbana de Macau” e é a mais recente exposição promovida pelo Instituto Cultural (IC), e que estará patente no Museu de Macau até ao dia 19 de Abril de 2020.
De acordo com um comunicado oficial, a exposição apresenta 101 itens ou peças distribuídas por quatro áreas, intituladas “Mudança Geográfica”, “O Passado e o Presente em Imagens”, “Construção de Infra-estruturas” e “Um Novo Capítulo”. O objectivo é “dar a conhecer aos residentes e turistas as conquistas de Macau em vários domínios nos últimos 20 anos desde a Transferência da Administração e apresentando assim uma nova perspectiva de Macau”.
A fim de complementar a exposição, são disponibilizadas uma área educativa e instalações multimédia no interior do Museu, proporcionando aos visitantes uma experiência mais realista e intrigante relativa ao desenvolvimento urbano de Macau, aponta o IC.

Evolução constante

“Uma Pérola do Mar – Exposição Dedicada à Evolução Urbana de Macau” revela uma história que começou a ser contada a partir de meados do século XIX, altura em que o território começou “a testemunhar um aumento dos seus recursos terrestres através de aterros, o que posteriormente veio a ter um profundo impacto no seu desenvolvimento urbano em geral”.
Para o IC, “a integração de diferentes culturas ao longo dos últimos séculos reflectiu-se nas edificações de Macau que foram combinando estilos ocidentais e chineses e o desenvolvimento urbano trouxe novas paisagens”.
Depois do desenvolvimento das ilhas de Taipa e Coloane, já no século XX, sem esquecer os projectos da ilha de Hengqin, com a edificação da Universidade de Macau, o território atravessa agora uma nova fase de desenvolvimento com os novos aterros urbanos.
“O tecido urbano de Macau tem melhorado com a conclusão de grandes projectos de infra-estruturas. Através de novos cais, pontes, aeroporto, e metro ligeiro, a ligação de Macau às regiões vizinhas e a outros pontos do globo tem vindo a melhorar”, adianta o mesmo comunicado.

31 Dez 2019

Museu de Macau apresenta programa de actividades de comemoração dos 20 anos

O Museu de Macau vai assinalar os 20 anos com uma série de actividades, incluindo uma exposição e uma palestra temáticas sobre o tema do projecto “Uma Faixa, Uma Rota”

 

O programa das festas abre na próxima quarta-feira, dia 18, com “Tesouros do Mar Profundo – Exposição de Relíquias Arqueológicas Subaquáticas do Nanhai N.º 1”. A mostra, co-organizada com o Museu Marítimo da Rota da Seda de Guangdong, surge “em complemento às trocas culturais” no universo de países e regiões que integram a iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, lançada por Pequim, no quadro de cooperação entre Guangdong, Hong Kong e Macau.

A exposição, que vai estar patente até 31 de Julho, centra-se no feito do projecto arqueológico subaquático do navio mercante da dinastia Song, o Nanhai n.º 1. Em comunicado, o Instituto Cultural (IC), sublinha que o objectivo é aprofundar os conhecimentos do público sobre projectos arqueológicos subaquáticos. Já no dia 21, o auditório do Museu de Macau acolhe uma palestra orientada pelo vice-director do Departamento de Armazenamento do Museu Marítimo da Rota da Seda de Guangdong, Zhang Xuanwei, que vai dar a conhecer os trabalhos de conservação do casco daquela embarcação e dos artefactos encontrados no local. Até Julho está também prevista uma série de ‘workshops’ de criação de um navio em miniatura com peças de lego.

 

Palestras históricas

Os jogos são um dos destaques das actividades de comemoração do 20.º aniversário. A 19 de Maio, entre as 16h e as 21h horas, têm lugar no Museu de Macau diversas actividades de divulgação, nomeadamente ‘workshops’, visitas guiadas a exposições temáticas, sessões de teatro, oficinas de restauro, tendas com jogos e venda de livros, entre outros, que visam proporcionar uma experiência museológica diferente a um público de todas as idades durante o fim de semana.

O IC indicou ainda que o Museu de Macau vai começar a realizar, este ano, periodicamente palestras que terão como temas arqueologia subaquática e a rota da seda ou ainda crenças religiosas e experiências de vida dos cidadãos de Macau, com vista a promover a história e a cultura junto da população.

Em paralelo, para elevar os conhecimentos dos jovens relativamente à história e cultura da província de Guangdong, o Museu de Macau vai organizar, em meados de Agosto, programas de intercâmbio de alunos de escolas básicas com o Museu de Shenzhen.

 

12 Abr 2018