Cristiano Ronaldo já trabalha “no duro” pela Juventus

Cristiano Ronaldo já trabalha “no duro” com a Juventus, campeã italiana de futebol, tendo ontem evoluído com vários companheiros que também integraram os trabalhos mais tarde devido à participação no Mundial 2018 da Rússia.

“Primeiro treino no duro. Trabalho feito!”, escreveu o ‘capitão’ da seleção de Portugal nas redes sociais.

Um dia depois de ter passado por um conjunto de exames médicos, o ex-Real Madrid esteve a trabalhar no ‘JTC’, o Juventus Training Camp, juntamente com um quinteto sul-americano.

Os argentinos Paulo Dybala e Gonzalo Higuaín, o colombiano Juan Cuadrado, o brasileiro Douglas Costa e o uruguaio Rodrigo Betancur fizeram companhia a Cristiano Ronaldo, que no mundial também passou a fase de grupos por Portugal.

O apronto de hoje baseou-se em corrida e diferentes circuitos de exercícios físicos, além dos habituais alongamentos no final da sessão.

A Juventus está nos Estados Unidos a disputar a International Champions Cup, jogando na madrugada de quinta-feira frente a uma seleção do campeonato norte-americano.

Aos 33 anos, o ‘capitão’ da seleção de Portugal assinou pela heptacampeã de Itália, que pagou aos ‘merengues’ 112 milhões de euros.

Cristiano Ronaldo, que assumiu um vínculo de quatro épocas, foi eleito o melhor futebolista do mundo por cinco vezes, tantas quanto o argentino Lionel Messi, estando entre os 10 finalistas para o cetro em 2018.

Depois de deixar o Sporting em 2003, ‘CR7’ jogou no Manchester United até 2009, ano em que se mudou para o Real Madrid, clube pelo qual marcou 450 golos em 438 jogos e venceu, entre outros títulos, quatro ligas dos campeões e três mundiais de clubes.

1 Ago 2018

Cristiano Ronaldo diz que foi “uma decisão fácil” escolher Juventus

O futebolista português Cristiano Ronaldo disse que a opção pela Juventus “foi uma decisão fácil”, tendo em conta a dimensão do clube campeão italiano, pelo qual assinou por quatro anos, após nove épocas no Real Madrid.

“Como disse muitas vezes, é uma das melhores equipas do mundo. Sempre disse quer era um clube no qual gostaria de jogar. Foi uma decisão fácil, pela dimensão do clube, e foi um passo importante na minha carreira. É o melhor clube italiano, habitado a ganhar, com um grande treinador, grandes jogadores e um grande presidente”, afirmou o avançado português, na apresentação como jogador da ‘Juve’.

O capitão da seleção portuguesa, de 33 anos, disse que não estava triste por deixar ao Real Madrid e sublinhou que não vai para Turim para terminar a carreira: “Há jogadores que vão para a China ou para o Qatar, para terminar carreira. Eu não, venho quase rejuvenescer, para um clube grande”, disse Cristiano Ronaldo, manifestando-se “agradecido à Juventus pela oportunidade de continuar a carreira”.

“Foi uma história brilhante no Real Madrid, que me ajudou muito. Agradeço aos adeptos, que me ajudaram a ser o que sou hoje, mas esta é uma etapa nova. Estou muito feliz, é como se estivesse a começar de novo”, sublinhou Ronaldo, pelo qual a ‘vecchia signora’ pagou 100 milhões de euros ao clube espanhol.

Sobre os objetivos da Juventus, o goleador luso disse que “a Liga dos Campeões não é uma obsessão, é uma prioridade”, e espera ajudar a equipa de Turim a lutar por todos os troféus nas competições em que estiver envolvida.

17 Jul 2018

Cristiano Ronaldo chegou a Turim e é apresentado hoje pela Juventus

O futebolista português Cristiano Ronaldo chegou ontem a Turim e será apresentado hoje como jogador da Juventus, depois de passar pelos exames médicos e formalizar o contrato com o campeão italiano.

A Juventus informou que o avançado português aterrou no aeroporto de Caselle, em Turim, pouco depois da 17:30 locais (16:30 em Lisboa) a bordo do seu avião privado.

Cristiano Ronaldo, pelo qual a Juventus pagou 100 milhões de euros ao Real Madrid, dará uma conferência de imprensa no Estádio Allianz, às 18:30 (17:30 em Lisboa), depois de se submeter a exames na J Medical, clínica do clube de Turim, e assinar um contrato de quatro anos, pelo qual deve arrecadar cerca de 31 milhões de euros líquidos por temporada.

O capitão da seleção portuguesa deixou o Real Madrid após nove temporadas, durante as quais conquistou 16 troféus, incluindo quatro Ligas dos Campeões, e se tornou o melhor marcador da história do clube espanhol, com 451 golos em 438 jogos.

16 Jul 2018