Bar Che Che – The Breathers acolhe “Sensations”, com várias actuações ao vivo 

Beber um copo enquanto se ouve um som é a aposta do bar Che Che – The Breathers para este sábado. O evento “Sensations”, organizado em parceria com o colectivo de músicos Darkroom Perfume, traz ao palco nomes como Rita M, Betchy Barros, MNDY, ARI e um DJ Set de Rocklee, numa promessa de variedade de sons

 

Sensações no palco e fora dele, com música para todos os gostos, do hip-hop à electrónica, e ao pop-rock. É esta a aposta do bar Che Che – The Breathers, situado na Taipa, em parceria com o colectivo Darkroom Perfume. Na página oficial do evento no Facebook, a promessa é de uma noite com “sons cheios de alma com vocalistas, músicos e rappers, bem como DJs”.

No cartaz constam nomes Rita M, MNDY, ARI, Betchy Barros e Rocklee, que protagoniza um DJ set. Ao HM, Rita Martins, artista integrante do colectivo Darkroom Perfume, confessou que a ideia por detrás de “Sensations” é organizar “um evento com tipos de música que nem toda a gente está acostumada a ouvir e que vai fazer com que as pessoas explorem as suas experiências e sentimentos quando ouvem as músicas”.

Da parte de Gabriel Yung, gerente do bar, também havia a vontade de organizar algo diferente em termos de entretenimento nocturno. “Na verdade contactei o Rocklee para trabalhar em parceria com o meu bar, pois acho que faltam em Macau locais onde se possam organizar este tipo de eventos, onde as pessoas podem desfrutar de música num bar.”

Rita Martins tem boas expectativas para sábado, até porque “o pessoal já sabe o tipo de eventos que organizamos”. É o mesmo público que “demonstra apoio para aquilo que estamos a tentar fazer na área do entretenimento em Macau”.

Cartaz preenchido

MNDY, vocalista nascido e criado em Macau, é um dos nomes que faz parte do cartaz de sábado. Formado na conceituada Berklee College of Music em Boston, Estados Unidos, MNDY “viajou até as suas raízes para se conectar mais com a música que se faz a nível local”. Desta forma, o estilo desta cantora é uma mistura entre jazz, música alternativa e R&B, onde músicos como James Blake, Banks e AURORA são as suas influências.

Betchy Barros, uma cantora de neo-soul radicada em Macau, sobe também ao palco do Che Che – The Breathers no sábado. As suas maiores inspirações são os grandes nomes da soul, como Erykah Badu, Alicia Keys e Amy Winehouse. “Devido à sua formação multicultural, o maior desejo de Betchy é partilhar a sua mente com o mundo enquanto luta pela igualdade como activista”, aponta o colectivo Darkroom Perfume numa nota partilhada nas redes sociais.

ARI, diminutivo de Ariclan, é outro dos nomes que actuam no sábado. Trata-se de um músico e compositor natural de Macau que toca vários instrumentos, trazendo uma “luz única” aos seus concertos. “Esta façanha deu-lhe um reconhecimento por parte da indústria musical mais comercial e proporcionou-lhe oportunidades para colaborar com vários artistas do sudeste asiático”, explica o colectivo Darkroom Perfume.

Um dos exemplos do sucesso de ARI foi em 2016, quando o músico representou Macau na competição chinesa “Sing! China”. No ano seguinte, o artista fez uma digressão pela Ásia e América do Norte com o artista Matzka, de Taiwan. Mais recentemente, ARI tem colaborado com outras produções musicais e artistas.

Esta não é a primeira vez que os Darkroom Perfume organizam eventos em Macau, mas a aposta na diversidade e na diferença é algo que está sempre presente. “O nosso colectivo quer oferecer uma plataforma para artistas locais, quer sejam djs, cantores, rappers ou músicos, para poderem partilhar com o público de Macau, e não só, o gosto pela música. Normalmente fazemos uma mistura de live acts com dj sets, dependendo do tipo de evento que é organizado”, explicou Rita Martins. No sábado as portas abrem às 21h e a entrada são 150 patacas, com direito a duas bebidas.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários