Automobilismo | Início das provas no Interior da China adiado para Junho

A República Popular da China está a ser muito cautelosa no que respeita ao recomeço das várias actividades desportivas profissionais após a pandemia da covid-19 ter colocado todas as modalidades de joelhos. Se a Superliga de Futebol espera retomar na última semana de Junho, a popular liga de basquetebol não tem ainda uma data acordada para o regresso à competição, embora tal seja esperado para o mês de Julho. Os desportos motorizados deveriam arrancar no final deste mês, mas o início dos principais campeonatos passou para o final de Junho.

As provas no Interior da China terão este ano um maior peso para os pilotos de Macau devido à não realização das provas organizadas pela Associação Geral Automóvel de Macau-China (AAMC). Vários pilotos locais confirmaram ao HM que foram informados por via telefónica pela associação que não haverá este ano as habituais corridas de carros de Turismo, que além de determinarem os vários campeões do território, também servem de apuramento para os pilotos locais para o Grande Prémio de Macau.

Inicialmente, os dois “Festivais de Corridas de Macau” de 2020 estavam marcados para o Circuito Internacional de Zhuzhou, na Província de Hunan. Contudo, dada crise sanitária, as provas previstas para finais de Maio e Junho foram canceladas. Os pilotos da RAEM que o ano passado se classificaram para o Grande Prémio terão acesso directo para competirem na edição deste ano da prova.

Apesar das competições de automobilismo de caracter regional estarem autorizadas no Interior da China – o Ningbo Speedpark acolheu à porta fechada a primeira prova do troféu monomarca Honda Endurance Cup no passado dia 25 de Abril – as competições de nível nacional viram o seu arranque adiado para o final do mês de Junho. O Campeonato da China de Fórmula 4 deveria ser o primeiro a começar, no próximo fim-de-semana em Ningbo, mas a organização do campeonato comunicou o seu adiamento na passada sexta-feira para uma data no mês de Junho e numa localização a determinar.

Também na passada sexta-feira, o Campeonato da China de Carros de Turismo (CTCC), onde corre o piloto português de Macau, Rodolfo Ávila, atrasou o arranque previsto para o último fim-de-semana de Maio, em Zhaoqing, para o último fim-de-semana de Junho, em Xangai. Com o objectivo de limitar os custos, a organização proibiu, por agora, a presença de pilotos estrangeiros convidados nas suas provas. As equipas, muito dependentes de pessoal técnico de fora, terão que comunicar em adiantado à organização caso queiram trazer para as corridas elementos residentes no exterior

O Campeonato da China de GT terá a sua jornada de abertura na companhia do CTCC em Xangai, enquanto o “sinal verde” no TCR China será visto apenas no mês de Julho. Com uma prova agendada para o fim-de-semana de 19 e 20 de Junho em Ningbo, o Campeonato de Endurance da China (CEC) poderá ser a primeira competição automóvel a iniciar-se. Ainda não há datas conhecidas para os ralis e todo-o-terreno.

Aqui ao lado

Os dois circuitos permanentes da região de Guangdong, onde habitualmente os pilotos de Macau costumam realizar os seus testes, estão ambos a operar. O Circuito Internacional de Zhuhai foi o primeiro a abrir as portas, no final de Março, mas por agora apenas está a funcionar para a realização de testes, track days e escolas de pilotagem. A administração do circuito que tem ligações a Malaca adiou para 2021 os seus três “Pan Delta Super Racing Festival”, visto que são manifestações desportivas com uma forte componente comercial e que aglomeram milhares de espectadores. Contudo, o primeiro fim-de-semana de corridas na cidade continental adjacente a Macau poderá ser no último do mês de Junho da disciplina de Fórmula 4.

Nos arredores da cidade de Zhaoqing, no Circuito Internacional de Guangdong, que serve como base para várias equipas da RAEM, o problema da exploração do circuito terá já sido resolvido e no dia 22 de Maio, a pista voltará a abrir para as actividades em pista. O recinto está há dois meses aberto às equipas, que podem aceder às suas oficinas e realizar o seu trabalho diário, mas até aqui não podiam fazer-se ao asfalto. As primeiras corridas, provavelmente o “GIC Challenge”, estão previstas também para o final de Junho, mas ainda sem data exacta.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários