Justiça | Wong Wai Man vai recorrer da decisão dos tribunais

O presidente da Associação dos Armadores de Ferro e Aço, Wong Wai Man confirmou ontem ao HM que irá recorrer de uma decisão do tribunal, que o condena ao pagamento de uma multa de 10.800 patacas pela prática do crime de violação da liberdade de reunião e manifestação.

O caso remonta a 2017, durante o período eleitoral e, segundo a sentença, o tribunal deu como provado que Wong Wai Man utilizou um carrinho-de-mão com um altifalante para gritar que o deputado Sulu Sou era “um falso democrata” e “homossexual”, numa tentativa de intimidar os membros da lista da Associação Novo Macau.

A confirmação do recurso de Wong Wai Man surgiu ontem, no seguimento de uma conferência de imprensa, onde o presidente da Associação dos Armadores de Ferro e Aço lançou um apelo ao Governo para apoiar as Pequenas e Médias Empresas (PME), através da distribuição de vales de consumo de 20 mil patacas em vez dos actuais, no valor de três mil.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários