Covid-19 | Grande Prémio do Qatar de MotoGP cancelado devido à epidemia

A corrida de abertura do Mundial de MotoGP, prevista para o Qatar, foi cancelada devido à epidemia de Covid-19, anunciou ontem a organização do Campeonato do Mundo de motociclismo de velocidade, em que participa o português Miguel Oliveira.

A decisão afecta apenas a categoria rainha no Grande Prémio do Qatar, explicou a Dorna, empresa promotora do campeonato, em comunicado, assinado também pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM) e pela associação de equipas.

As provas das categorias inferiores, de Moto2 e Moto3, deverão decorrer como previsto, pois as equipas já estavam naquele país do Médio Oriente, devido aos testes de pré-temporada que ali se realizaram durante o fim de semana.

“As autoridades do Qatar não deixam entrar no país ninguém que viaje a partir de Itália. Estivemos até à última hora a tentar tudo, mas não foi possível”, explicou o presidente da FIM, o português Jorge Viegas, em declarações à agência Lusa.

O Qatar decidiu colocar em quarentena por 14 dias todos os passageiros provenientes de Itália ou que tenham estado naquele país transalpino nas últimas duas semanas: “Desta forma, não é possível haver corrida”, observou Jorge Viegas, até porque seis dos 22 pilotos do campeonato são italianos, bem como muitos dos elementos que compõem as diversas equipas.

“Fecharam o Qatar a pessoas da China, Irão, Coreia e Itália”, explicou o responsável máximo da FIM, acreditando que os prejuízos decorrentes desta decisão serão, “sobretudo, desportivos”.

No entanto, Jorge Viegas admitiu que mais provas do Mundial de motociclismo de velocidade possam vir a ser canceladas ou adiadas.

“A segunda corrida do campeonato seria na Ásia [Tailândia, em 22 de março] e a segunda prova do Mundial de Superbikes está agendada para o Qatar [em 15 de março]. A menos que se altere a situação, terão que ser adiadas ou canceladas. Nós apenas seguimos aquilo que os governos nos impõem”, concluiu o dirigente máximo do motociclismo mundial. Também na Fórmula 1 já foi cancelado o Grande Prémio da China, devido ao surto do coronavírus.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários