Samarra

O mundo desaba em Abu Dahbi e recompõe-se em Samarcanda. Um terramoto afunda uma cidade no Chile e um vulcão soterra de cinzas nas Filipinas. O Covid-19 mata nas Fidji, em Madagáscar e Santa Helena. Um tornado atinge o centro dos EUA, enquanto há dissidências na casa real britânica e o Benfica não ganha há quatro jogos seguidos.

O que hei-de fazer? Nas ruas, as máscaras riem-se do reconhecimento facial. Os becos permanecem teimosamente vazios. Travessas enfadadas prendem cabelos. Avenidas de presunção deslizam por ecrãs. Autoestradas cintilam vistas do espaço. Um atentado terrorista ocorre em Islamabad. Outro não terrorista desaloja uma família em Samarra.

O que vim eu fazer a Samarra? Fica no Iraque Samarra. Dantes fazia parte do império sassânida, como fez parte do de Alexandre, um dos mais rápidos da História. De Bagdad a Samarra não é muito longe mas a viagem demora uma vida. Eu finalmente cheguei, embora não saiba ao que vim. Ninguém sabe o que vem fazer a Samarra. Na melhor das hipóteses, encontrarei um amigo.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários