Coronavírus | Morreu médico que deu primeiro alerta sobre surto de pneumonia

O médico chinês que deu o primeiro alerta sobre o surto do novo coronavírus morreu ontem, depois de ter contraído pneumonia na semana passada, anunciou o hospital onde estava internado.
O oftalmologista Li Wenliang, de 34 anos, foi “infelizmente contaminado durante o combate à epidemia de pneumonia do novo coronavírus”, afirmou, na sua conta na rede social Facebook, o hospital central de Wuhan, a cidade no centro da China onde o surto começou.
Li foi repreendido em Dezembro passado por “espalhar boatos” sobre a doença, que já matou mais de 560 pessoas e infectou outras 28.200 em mais de 20 países. Numa mensagem na rede social Twitter, a Organização Mundial de Saúde defendeu que é preciso “celebrar o seu trabalho”.
A China elevou hoje para 563 mortos e mais de 28 mil infectados o balanço do surto de pneumonia provocado pelo coronavírus 2019-nCoV, detetado em dezembro passado, em Wuhan, capital da província de Hubei, colocada sob quarentena. A primeira pessoa a morrer por causa do novo coronavírus fora da China foi um cidadão chinês nas Filipinas.
A Organização Mundial de Saúde declarou em 30 de Janeiro uma situação de emergência de saúde pública de âmbito internacional, o que pressupõe a adoção de medidas de prevenção e coordenação à escala mundial.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários