Crime | Homem detido devido a burla no valor de 200 mil renminbi

Depois da promessa de um retorno de investimento avultado, na ordem dos 20 por cento, um comerciante chinês apercebeu-se, tarde demais, que havia sido burlado em 200 mil renminbi. O esquema levou à detenção de um dos suspeitos, enquanto o cúmplice ainda é procurado pelas autoridades. Num outro caso, dois amigos foram também burlados no valor de 1 milhão

 

Quando o negócio parece bom demais para ser verdade, a grande probabilidade é que não seja mesmo verdade. Esta máxima escapou à percepção de um comerciante chinês de 30 anos interessado em investir no sector do jogo cerca de 200 mil RMB. A quantia em que viria a ser burlado, depois de acreditar num investimento incerto que daria o incrível retorno de 20 por cento ao dia.

De acordo com as autoridades policiais, citadas pelo jornal Exmoo, em Novembro a vítima terá conhecido Gao, também comerciante, que teria contacto com um indivíduo envolvido na prática de troca de dinheiro nos casinos de Macau.

Depois de uma reunião de negócios, os comerciantes decidiram investir, uma resolução que haveria de os levar a atravessar a fronteira para Macau, acompanhados pelo indivíduo facilitador do negócio, com o intuito de abrir uma conta bancária. Nesse dia, a vítima levantou 200 mil RMB num terminal de ATM instalado numa loja de venda de telemóveis no NAPE, que o suspeito que se encontra a monte depositou numa conta de uma sala VIP de jogo, referindo que o ajudaria a aplicar o dinheiro.

Passados dois dias, e sem ouvir palavra dos dois homens que o haviam acompanhado a Macau, a vítima contactou as autoridades. Nessa altura, já o dinheiro havia desaparecido, assim como o suspeito que alegadamente fez a transferência.

Citada pela mesma fonte, a Polícia Judiciária revela que o dono da conta VIP, disse que o montante em causa foi transferido para os suspeitos. O promotor de jogo tornou-se testemunha da investigação, e o comerciante de apelido Gao foi acusado de crime de burla em valor elevado e transferido para o Ministério Público. De acordo com a lei, se o prejuízo patrimonial resultante da burla for de valor elevado, o agente é punido com pena de prisão até 5 anos ou com pena de multa até 600 dias.

Marcha de um milhão

Um residente foi transferido para o Ministério Público por suspeita de ter cometido crime de burla em valor elevado, um milhão de RMB, que terá vitimado dois indivíduos oriundos do Continente, segundo notícia avançada pelo canal chinês da Rádio Macau. De acordo com Polícia Judiciária, o suspeito foi detido no dia 14 de Dezembro num casino, e o dinheiro em causa já foi gasto no jogo, apesar de o suspeito e as duas vítimas manterem uma amizade com mais de uma década.

Segundo as autoridades, o suspeito, que passou a ter residência não permanente depois de casar com uma residente local, contou aos seus amigos que investia no sector do jogo. Uma história que se repete, sempre com o mesmo resultado. Desta vez, o valor da burla chegou à avultada soma de 1 milhão de RMB.

Na sequência da investigação, a PJ apurou que o suspeito tinha sido proibido de sair do Continente devido a problemas com a justiça, mas que haveria entrado em Macau ilegalmente.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários