À conversa com Cherry Cheung

É a única concorrente a participar na Taça de Carros de Turismo de Macau. Como se sente?
Entusiasmada, mas também um bocado nervosa, uma vez que é a minha estreia no Circuito da Guia. Mas estou muito grata à equipa e ao meio do automobilismo porque as pessoas são muito prestáveis.

 

Quais as razões que a levaram a querer participar no Grande Prémio de Macau?

Comecei a competir nos carros de turismo em Junho de 2018 e o Grande Prémio de Macau era um objectivo a curto prazo. Correr no Circuito da Guia sempre foi um dos meus sonhos de infância e  estou a concretizá-lo no mesmo ano em que celebro 40 anos, o que é uma excelente prenda.

Corre com as cores da Teamwork Motorsport que venceu no ano passado. É possível um top 3?

Tem sido uma equipa vencedora e é por isso que me juntei a eles. Só que sou uma estreante e sei que não devo ter expectativas a nível de resultados. O importante é acabar e acumular experiência.

Qual foi o carro que gostou mais de conduzir?

Em situação de corrida, o favorito é o Audi TCR, devido ao desempenho e ao equilíbrio. É fantástico. Em termos de carros de estrada gosto do Honda S2000 ou o Mitsubishi Evolution 6 ™ Version. Os carros com caixa manual deixam-me sempre bem-disposta.

O que faz fora do automobilismo?

Estou à frente de uma empresa de tecnologias de informação, que se foca em GPS com alta precisão, entre outros serviços no mercado da Ásia-Pacífico.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários