Piloto de Macau envereda pelas corridas de monolugares

A presença de pilotos de Macau no automobilismo local ou internacional praticamente resume-se às categorias de velocidade de carros de Turismo e GT. Contudo, há sempre excepções à regra, e Nicholas Lai Chi Hou é disso o melhor exemplo.

O piloto da RAEM enveredou pelo caminho diferente, em vez das corridas de Turismo, seguiu o caminho dos monolugares. Depois de uma passagem pelo Campeonato da China de Fórmula 4, no próximo fim-de-semana, no Circuito Internacional de Sepang, na Malásia, Nicholas Lai estrear-se-á no Campeonato Asiático de Fórmula Renault com a equipa Asia Racing Team (ART), também ela com as suas fundações no território.

O prazer de condução único proporcionado por um monolugar cativou o piloto de 32 anos à primeira, que admite que é essa a razão para ter optado por este caminho tão diferente do habitual. “O primeiro treino de condução desportiva que me foi dado, em 2014 na escola de condução da ART no Circuito Internacional de Zhuhai, foi um num Fórmula e aí fiquei apaixonado”, explicou Lai ao HM.

Apesar de já ter experimentado carros de Turismo, tripular e competir com monolugares continua a ser o que o motiva a competir. “Realmente encontro diversão a correr com fórmulas.

Não encontras a mesma sensação em nenhum outro carro de corrida. Andar nos limites, por entre lutas roda com roda, nas corridas de monolugares é o que me entusiasma.”

Próximo passo

A participação na prova do Campeonato Asiático de Fórmula Renault este fim-de-semana no Circuito Internacional de Sepang é mais um passo na direcção da concretização de um sonho, aquele amplamente partilhado por todos os pilotos do território.

“Estou entusiasmado por começar a minha campanha asiática com a ART na pista de Fórmula 1 de Sepang. É uma das mais icónicas equipas do desporto motorizado asiático e espero aprender muito com eles”, admite Lai que assim segue as pisadas de outros pilotos com a licença desportiva de Macau que por lá deram com sucesso os seus primeiros passos no automobilismo, como Rodolfo Ávila, Luís Sá Silva ou Charles Leong Hon Chio.

“Depois de ser levado a sério nas corridas de monolugares fez de mim o que sou e o que quero ser. Tendo participado no campeonato de Fórmula 4, penso que tenho o que é que preciso para subir os degraus na carreira do automobilismo nos monolugares”, conclui Lai que este fim-de-semana fará equipa com o brasileiro Bruno Carneiro, que ainda assim não esconde “Espero correr um dia de Fórmula 3 no Grande Prémio de Macau…”

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários