Automobilismo | Filipe Souza com projectos aliciantes para este ano

Os anos passam mas Filipe Souza não tem qualquer intenção de desacelerar em 2019. Bem pelo contrário, o experiente piloto de carros de turismo de Macau vai apostar em várias frentes esta época, num ano em que espera colocar ao dispor dos mais novos a experiência acumulada ao longo de temporadas a fio nos desportos motorizados.

Consciente que cada vez são mais as dificuldades que os jovens pilotos encontram ao entrar neste desporto tão restrito, o piloto de 42 anos, que deu os primeiros passos no automobilismo local como comissário de pista no Grande Prémio, vai dar a mão a um grupo de pilotos com menor experiência.

“Neste momento estou a colaborar com três pilotos e estou interessado em ajudar mais pilotos de Macau que queiram iniciar-se nas corridas”, desvendou Filipe Souza ao HM.

O piloto da RAEM não esconde que estes “têm que demonstrar coragem, que acima de tudo estão empenhados em ganhar e que levam a sério o automobilismo”. O experimentado piloto macaense não pretende “ganhar dinheiro” com esta iniciativa, mas sim concretizar “o sonho de levar mais pilotos de Macau a corridas internacionais.”

O vencedor do Troféu Asiático do WTCC em 2014 está já a trabalhar com Ryan Wong e Kevin Lam, dois pilotos de Macau que estão a dar os primeiros passos neste desporto.

Duas hipóteses

Sobre a temporada de 2019, Souza tem várias propostas em mão, incluindo um aliciante desafio para correr no Campeonato da China de GT, mas a única certeza que tem é que deverá disputar os dois “Festivais de Corrida de Macau” no Circuito de Zhuhai. Contudo, desta vez Souza irá ceder o volante do seu habitual Chevrolet Cruze 1.6T e deverá competir com um Audi RS 3 LMS TCR na categoria “AAMC Challenge 1950cc ou Superior” (anteriormente designada como Roadsport Challenge), pois “o dono do carro deposita muita confiança em mim”, podendo assim somar importantes quilómetros num carro que poderá conduzir em Novembro na prova da Taça do Mundo FIA de Carros de Turismo (WTCR) no Circuito da Guia.

Por outro lado, o pluri-vencedor da categoria “AAMC Challenge 1.6 Turbo” não esconde que “também gostaria de experimentar o GT4. Já testei o BMW M4 GT4, mas acho que a caixa-de-velocidades fica aquém daquela do Audi e do Mercedes AMG, dois carros que gostaria de testar.”

A categoria GT4 fará parte do recém-nascido Campeonato de Hong Kong de GT, uma competição a organizar pela empresa responsável por levar a Taça Lotus ao Grande Prémio de Macau e que deverá ter uma designação diferente para englobar os interesses da Grande Baía.

Projecto “TCR Spa 500”

A maior novidade no calendário desportivo de Souza poderá estar no continente europeu. O piloto macaense está empenhado em participar na primeira corrida de resistência reservada apenas a viaturas TCR que terá lugar de 4 a 6 de Outubro no circuito belga de Spa-Francorchamps. Esta prova co-organizada pela WSC, a empresa que tem os direitos do TCR, será composta por 500 voltas ao lendário circuito de sete quilómetros.

“A ideia é levar uma equipa de quatro pilotos só de Macau. Neste momento só falta confirmar um elemento”, aclarou Souza que irá recorrer aos serviços de uma equipa europeia para assistência da viatura a designar. O projecto deverá ser confirmado no início do próximo mês.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários