PARTILHAR

Um grupo de 20 proprietários de apartamentos do edifício Pearl Horizon viram a sua entrada em Hong Kong ser recusada, ainda que outros 20 investidores tenha conseguido manifestar-se na região vizinha, numa altura em que Zhan Dejiang, presidente do Comité Permanente da Assembleia Popular Nacional (APN), está a realizar uma visita oficial. Kou Meng Po, presidente da União dos Proprietários do Pearl Horizon, confirmou ao HM que 20 dos proprietários viram a sua entrada em Hong Kong recusada sem explicações por parte das autoridades. Kou Meng Po acredita que a recusa se deve à presença do alto responsável chinês em Hong Kong. Segundo o jornal online All About Macau, os protestantes vestiam camisolas e tinham guarda-chuvas pretos, enquanto empunhavam um cartaz que dizia “Governo Central salva o Pearl Horizon em Macau, por favor”. A ida a Hong Kong também visava um encontro com os responsáveis do Grupo Polytec.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here