PARTILHAR

Iong Kong Io, presidente do Conselho de Administração do Fundo de Segurança Social (FSS), afirmou que o Governo vai tomar uma decisão, ainda este ano, sobre a proporção da contribuição, caso as duas partes (trabalhadores e empregadores) não cheguem a um consenso sobre o aumento.
A actual contribuição para o FSS é de dois terços da parte dos empregadores – 45 patacas – enquanto os trabalhadores pagam o restante terço.
Ao Jornal Ou Mun, Iong Kong Io disse que embora as duas partes concordem com o aumento da contribuição até 90 patacas, existe um conflito entre as duas partes – os trabalhadores esperam que a contribuição de dois terços dos empregadores se mantenha, ou seja 60 patacas, enquanto que a parte dos empregadores quer partilhar as novas 45 patacas, ou seja ficar a pagar 52,5 patacas.
“O montante não é aumentado há 18 anos desde 1998, e ambas as partes concordam que a contribuição para o FSS aumente para 90 patacas. Mas ainda não atingiram um consenso sobre a proporção de contribuição”, indicou. Iong Kong Io acredita que os trabalhadores e os empregadores vão chegar a acordo. Contudo, o presidente disse que caso as duas partes não atinjam consenso sobre a matéria, o Governo vai decidir a proporção da contribuição, a fim de assegurar o interesse público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here