Estudante que matou gatos em Taiwan castigado pela universidade

Oestudante de Macau que foi acusado de matar gatos em Taiwan foi castigado pela Universidade Nacional da ilha, onde estudava, por “erros graves” cometidos na instituição. Apesar de mais de uma centena de estudantes terem pedido a expulsão do residente de Macau da universidade, tal não aconteceu.
Segundo o Apple Daily de Taiwan, a Comissão de Prémios e Punições da Universidade Nacional de Taiwan decidiu castigar o  estudante de Macau por “duas infracções graves” e “duas pequenas”. Isso quer dizer que o jovem não pode cometer mais erros ou será excluído da universidade.
O estudante de 23 anos e de apelido Chan foi detido no final do ano passado pelas autoridades policiais da Formosa por matar vários gatos e violar a Lei de Protecção de Animais local. O jovem admitiu matar um gato mas não os outros e aguarda, agora, decisão do tribunal. A universidade referiu que vai organizar sessões de aconselhamento psicológico para o estudante. O jovem emitiu também um comunicado através da universidade onde pede desculpas ao público. Apontou ainda que matou o gato devido a um “descontrolo emocional”. Chan admite que “foi um acto cruel” e que lamenta. O estudante pediu ainda à sociedade uma oportunidade de correcção de comportamento.  
  

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários