PARTILHAR

O Governo já reviu o contrato de exploração de autocarros com concessionária TCM, o qual se encontra em vigor desde o dia 1 de Outubro. O contrato, publicado ontem em Boletim Oficial (BO), prevê a exploração de 22 carreiras por parte da operadora, para além de prever a entrega de um relatório mensal à Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego (DSAT). Este documento deve conter “dados constantes do sistema referente às informações de exploração”, como as horas das partidas das carreiras, o número de partidas ou a duração do percurso. Incluem-se neste relatório as despesas financeiras da empresa. Para além disso, a DSAT obriga a TCM a “elaborar trimestralmente um plano genérico de trabalhos, do qual deve constar a organização e elaboração do programa de exploração de carreiras, mobilização de recursos, manutenção e reparação, limpeza e serviço prestado ao cliente, bem como outras medidas de trabalho, para prestar serviço de melhor qualidade e mais profissional”, pode ler-se.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here