PARTILHAR

Ofantasma da demolição que há mais de uma década paira sobre o Circuito Internacional de Zhuhai, a única infra-estrutura permanente para a prática de automobilismo e motociclismo nos arredores de Macau, terá por agora desaparecido com o memorando de entendimento assinado este fim-de-semana em Malaca pela LBS Bina Group Bhd, os proprietários do circuito e os seus parceiros locais, a Zhuhai Jiuzhou Group Holdings Ltd. A assinatura deste memorando – intitulado “Paradigma do Circuito Urbano Integrado no Desenvolvimento da China” – contou com a presença de Tun Mohd Khalil Yaakob, o Governador de Malaca, e de Zhu Xiaodan, Governador da Província de Guangdong.
“As duas empresas vão integrar os desportos motorizados na vida urbana moderna de uma forma aberta, através da demolição dos existentes muros em redor do circuito”, lia-se no comunicado enviado às redacções.
O memorando compreende áreas tão diferentes como a promoção dos desportos motorizados, turismo e as relações económicas entre a Malásia e a China. Entre os planos está a criação de um Centro de Turismo, com especial foco na promoção do Distrito Norte de Zhuhai, estabelecer um centro multicultural que encoraje as trocas culturais entre os dois países e um museu.
Tan Sri Lim Hock San, o director executivo da empresa malaia, disse que “o LBS Bina Group está a desempenhar um importante papel no reforço da transformação de laços comerciais bilaterais entre a China e Malásia”.
“Usando Guangdong como um corredor para formar uma ligação mais estreita, pretendemos estabelecer um museu cultural, um centro multi-cultural e uma sala de exposições dentro Circuito Internacional de Zhuhai. Isto só é possível com o forte apoio do Governo de Malaca”, acrescentou.
Lim também confirmou a construção de um Museu, que irá mostrar a cultura e tradições de Malaca, um centro mercantil onde os portugueses criaram um importante entreposto comercial nos séculos XVI e XVII, e que ajudará promover os laços culturais entre a Malásia e a China. Isto, esperam os responsáveis, irá fortalecer a indústria do turismo da Malásia e atrair no futuro mais empresas internacionais a investir no país.
Já antes tinha sido  anunciado um parque temático e um hotel nas premissas do circuito. O ZIC Ltd resulta de uma joint venture entre o LBS Bina Group Bhd e a Zhuhai Jiuzhou Holdings. Com uma presença de 15 anos em Zhuhai, a LBS é uma das dezoito empresas que actualmente têm investimentos na cidade.
Erguido em 1996 com o intuito de receber o primeiro Grande Prémio da China de Fórmula 1, algo que nunca viria a acontecer, o Circuito de Zhuhai foi no entanto o primeiro circuito permanente do continente. Desde a sua fundação recebeu várias provas internacionais, como o FIA GT, A1 GP ou Intercontinental Le Mans Series. Nos últimos anos a pista tem optado por organizar os seus próprios eventos, abdicando das provas internacionais.
O ano passado, tanto o poderoso campeonato alemão de carros de turismo DTM, como o mundial da especialidade, o FIA WTCC, estiveram próximos de ter eventos na cidade, o que por razões diferentes não se concretizou. Recorde-se que no início do ano a Associação Geral Automóvel de Macau-China e o ZIC Ltd fizeram uma parceria que permitiu o regresso do Campeonato de Macau de Carros de Turismo (MTCS), num acordo que, segundo os responsáveis de ambas as partes, segue a linha de aproximação entre as duas cidades vizinhas que, com o intuito de expandir as corridas de automóveis e a sua cultura, pretendem aumentar o intercâmbio e cooperação de forma a que ambas as partes possam usufruir de vantagens complementares, dando assim uma nova forma e impulso à indústria dos automóveis de competição no delta do Rio da Pérolas. O Circuito de Zhuhai é igualmente importante para as equipas de Macau, visto que são várias as estruturas da RAEM, profissionais e amadoras, que lá têm as suas bases operacionais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here