PARTILHAR

O projecto piloto de construção de equipamentos sociais como são habitação e lares de idosos, na Ilha da Montanha, não vai acontecer num futuro próximo. O gabinete do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, já tinha avançando, este mês, que o projecto em causa não iria acontecer a curto prazo. Agora, foi a vez do Governo Central confirmar o adiamento pela voz de Zhao Li, vice-secretário do Comité da Nova Zona de Henqgquin do Partido Comunista Chinês (PCC).
O responsável justifica que o projecto está ainda em fase de negociações quanto ao preço a pagar, da parte do Governo, pelo arrendamento do terreno à China. Além disso, Zhao Li, propõe que os 200 mil metros de espaço sejam também aproveitados para outro tipo de fins sociais, como a educação. “Podemos fazer o mesmo na área da educação, da saúde, da prestação de serviços de Macau em Hengqin.
Este é um projecto piloto que pode ser estendido a outras áreas”, acrescentou. A criação deste “novo bairro” foi anunciada pela Comissão de Gestão da Nova Zona da Ilha da Montanha, no final de Maio passado. A ideia, explicaram os responsáveis, é criar um novo bairro de Macau, mas do outro lado do fronteira, a apenas cinco minutos do posto transfronteiriço da Flor de Lótus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here