PARTILHAR

A MGM China registou no primeiro semestre um lucro de 1700 milhões de dólares de Hong Kong, menos 43,98% do que no mesmo período de 2014.
Os dados contabilísticos da empresa de jogo, detida maioritariamente pela norte-americana MGM e que tem como co-presidente Pansy Ho, filha de Stanley Ho, estão disponíveis no portal da companhia e referem também receitas de 9036,6 milhões de dólares de Hong Kong arrecadados nos casinos, uma queda de 33,4% face aos primeiros seis meses de 2014.
Já no capítulo das outras receitas, a MGM arrecadou 166,98 milhões de dólares de Hong Kong, valor 13,59% superior ao apurado no primeiro semestre de 2014.
Com os resultados obtidos, a MGM vai distribuir 44,7 cêntimos de dólar de Hong Kong por acção, menos 44% do que o valor pago no primeiro semestre de 2014.
No total, a empresa encaixou receitas de 9203,6 milhões de dólares de Hong Kong, menos 33% do que nos primeiros seis meses do ano passado com o EBITDA ajustado a fixar-se em 2.435,7 milhões de dólares de Hong Kong, menos 36,19% em termos homólogos.
Na componente hoteleira, a MGM registou uma taxa de ocupação de 98,2%, menos 0,4% do que no mesmo período do ano passado.
Em linha com o previsto, segundo a MGM, continua a construção do novo empreendimento da empresa nos aterros do Cotai, um espaço que deverá abrir portas no último trimestre de 2016, que terá 1500 quartos e espaço para albergar 500 mesas de jogo, mas que no global terá 85% do seu espaço dedicado ao sector não jogo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here