Covid-19 | Comissão Saúde China recomenda quarentena mesmo após alta

A Comissão Nacional de Saúde da China recomenda aos pacientes que receberam alta após contaminação pelo novo coronavírus que façam uma quarentena de 14 dias em casa após recuperarem da doença, noticia hoje a cadeia estatal CCTV.

Segundo um guia destinado às pessoas recuperadas, os pacientes devem manter-se de quarentena em suas casas durante 14 dias enquanto os hospitais devem preparar-se para os receber após esse período para fazerem uma reavaliação.

As instituições de saúde devem também orientar os pacientes sobre como devem realizar esta quarentena depois de terem ultrapassado a Covid-19, acrescenta a comissão de saúde deste país asiático. Em concreto, a comissão sugere que as pessoas se mantenham em casa em salas isoladas e com boa ventilação e que lavem as mãos com frequência.

A comissão recomenda ainda que cidades gravemente afetadas como Wuhan, capital da província de Hubei onde foi detetado o novo coronavírus, devem estar preparadas para oferecer serviços de observação médica, reabilitação e assistência para os pacientes que tiveram alta.

Na quinta-feira última, a China declarou que o pico das infeções tinha chegado ao fim ainda que não tenha levantado as restrições e as medidas de prevenção que mantêm o país quase parado.

Segundo os últimos dados da Comissão Nacional de Saúde, até às meia-noite de sexta-feira, os novos casos de contágio limitaram-se a 11 em toda a China durante as 24 horas anteriores.

Hubei contabilizou quatro destes 11 casos, enquanto os outros sete foram considerados “importados”, dado terem sido diagnosticados na China a cidadãos provenientes de outras partes do planeta onde o vírus continua a propagar-se, com focos, sobretudo, no Japão, Coreia do Sul, Irão, Itália, e em menor grau, em países como Espanha, França e Alemanha.

O total de mortes na China cifra-se em 3.189 pessoas enquanto o número de infectados registados até ao momento perfaz 80.824 pessoas. Dados oficiais referem ainda que 65.541 pacientes já obtiveram alta na China desde que começou a pandemia.

Os sintomas do novo coronavírus são muito semelhantes aos de uma gripe, contudo podem fazer acompanhar-se febre e fadiga, tosse seca e dificuldades respiratórias.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários