Kiang Wu | Empregada de limpeza não apresentou queixa

Aempregada que na terça-feira ameaçou saltar do 14.º andar do Hospital Kiang Wu, devido a um disputa laboral, optou por não apresentar qualquer queixa contra o empregador. A revelação foi feita pela Direcção de Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL), numa resposta enviada ao HM. “Depois de ter sido dado o alerta para o incidente, a Direcção de Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL) enviou uma equipa ao local para fornecer a assistência necessária à trabalhadora. Não foi apresentada qualquer queixa”, respondeu o Governo.

Recorde-se que a mulher de 52 anos, uma trabalhadora não-residente do Interior da China, exerce as funções de empregada de limpeza no hospital. Contudo, não é empregada pelo Kiang Wu, pertencendo antes aos quadros de uma companhia de limpeza subcontratada. Na origem do incidente esteve o facto da trabalhadora ter sido informada que o seu contrato não seria renovado, pelo que, ao abrigo da lei em vigor, teria de voltar ao Interior da China. Em relação ao futuro, a DSAL promete “continuar a acompanhar este tipo de incidentes e a proteger os direitos legítimos dos trabalhadores”.

Subscrever
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários