PARTILHAR

Um inquérito conduzido pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau (UCTM) revela que os índices de satisfação dos consumidores relativos ao sector da restauração e do retalho sofreram uma quebra este ano.

Os autores do inquérito consideram, segundo um comunicado, que as empresas devem melhorar neste sentido. O índice de satisfação em relação ao sector do retalho é de 72,9 pontos (de 0 a 100), abaixo dos 74,3 pontos registados em 2017. As razões para esta queda prendem-se com “a menor satisfação em relação à qualidade dos produtos e dos serviços prestados, além do facto dos consumidores sentirem que aquilo que compram vale menos do que o montante que pagam”.

A quebra no sector da restauração foi mínima, de 70,9 em 2017 para 70,7 este ano. A MUST explica que os inquiridos consideram-se mais satisfeitos com a qualidade de comida, mas menos satisfeitos com a qualidade do serviço. Os autores do inquérito consideram ainda que as empresas devem estar atentas à mudança naquilo que os consumidores procuram e à relação qualidade-preço para que haja uma tendência crescente do nível de satisfação dos clientes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here