PARTILHAR
D.R.

O restaurante Fado, no Hotel Royal Macau, serve a quadra natalícia à mesa revestindo os sabores tradicionais da consoada e passagem de ano com o requinte que transforma uma refeição em algo mais do que isso. Sob a batuta do Chef Luís Américo, o novo menu do Fado transporta para Macau os paladares que preenchem a época que se avizinha.

“A ideia deste menu foi pegar nos ingredientes que são tradicionais da noite de natal e da  passagem de ano, esse foi o mote, percorrer aquelas iguarias que são habituais nesse período”, conta o Chef Renato Santos, co-autor do menu.

O banquete inicia-se com um pequeno iogurte de camarão, uma entrada fresca e suave para abrir as hostilidades. “A ideia do iogurte é jogar com as duas texturas, o creme e o tártaro, à qual se alia a alusão ao final do ano com o marisco”, descreve o Chef.

A segunda entrada é o polvo assado, servido com areia de cebola, chutney de pimentos assados e chicória. Começa o passeio de paladares pelos conceitos que preenchem uma típica mesa de noite natalícia. Apesar do creme de pimentos assados aludir ao tradicional polvo grelhado, a alface chicória confere à entrada a frescura e o equilíbrio necessário para contrabalançar o peso do polvo.

Rei Bacalhau

O primeiro prato da refeição, como não poderia deixar de ser tratando-se de um natal à portuguesa, é o bacalhau, reinterpretado pelos cozinheiros do Fado. Apesar do prato ter um twist moderno, tanto no paladar como na apresentação, reúne todos os elementos do tradicional bacalhau de consoada. O peixe vem acompanhado por hortaliças, com couve local, um cremoso puré de batata, cenoura e azeite.

De seguida é servido o carré de borrego e roupa velha de alheira. “Um conceito que  a cultura local não deve conhecer, mas que os portugueses compreendem bem”, explica Renato Santos. A ideia por detrás deste prato foi aliar a ideia da roupa velha com um típico prato nobre da noite de consoada.

Para terminar em beleza, o Fado propõe uma aletria com cardamomo, granola de frutos secos e gelado de uvas passas. “As pastas nascem aqui na Ásia e achámos que seria interessante fazer uma sobremesa que tivesse um bocadinho dessa influência asiática à qual juntámos o sorvete de uvas passas e uma granola com frutos secos, tudo o que tem a ver com o natal”, revela Renato Santos. A conjugação de todos os pratos é bastante equilibrada, trazendo para a mesa do Fado todo o requinte dos sabores tradicionais do Natal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here