PARTILHAR

O Instituto Cultural (IC) garantiu novamente que o planeamento de reutilização dos estaleiros em Coloane não irá envolver elementos comerciais, mas para já, mesmo depois do Governo já ter comprado alguns prédios na zona, não existe um calendário para o planeamento.
O director do IC, Guilherme Ung Vai Meng, explicou ao canal chinês da TDM que tendo os estaleiros tanta tradição na construção naval o plano para o espaço terá como base a vontade de mostrar a história do sector no passado. Sobre a calendarização do trabalho, Ung Vai Meng explicou que o IC ainda não o elaborou visto a questão da segurança ser prioritária. Só depois, indicou, quando a segurança estiver garantida é que o Governo vai avançar com a calendarização dos trabalhos. “Estou muito ansioso em relação ao calendário, mas a verdade é que temos de considerar como prioridade a segurança. Dividimos o plano em duas fases, uma primeira é a manutenção e reparação para os prédios e depois a reutilização do espaço”, explicou.
O Governo já esclareceu, pela voz da Direcção dos Serviços de Assuntos Marítimos e de Água (DSAMA), que não tem como obrigação a compra de todas as propriedades do espaço. Até ao momento dos 14 estaleiros em Lai Chi Vun, o Governo comprou três prédios, um estaleiro e duas casas de madeira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here