PARTILHAR

O Chefe do Executivo, adianta o Governo em comunicado, deu orientações aos serviços competentes para tomarem mais atenção à gestão das substâncias perigosas em Macau, tendo ainda, em Dezembro, realizado uma reunião plenária do Conselho de Segurança sobre este assunto. A ordem surge depois do incidente ocorrido em Agosto do ano passado em Tianjin, quando um depósito de substâncias inflamáveis explodiu matando 173 pessoas e danificando mais de 17 mil edifícios. O Chefe do Executivo exigiu a todos os serviços que prestem um trabalho de acompanhamento mais avançado e melhorem a gestão da segurança das substâncias perigosas.
Adianta ainda o Governo que o Secretário para a Segurança, Wong Sio Chak, foi nomeado pelo Chefe do Executivo como responsável para organizar e coordenar o trabalho interdepartamental para revisão e optimização da legislação relacionada com substâncias perigosas que será “criada a curto prazo” pelo Governo. Este é visto como “um mecanismo destinado à gestão de circulação de substâncias perigosas, de comunicação e dos trabalhos de coordenação para resposta a possíveis acidentes, a fim de permitir uma capacidade eficiente para enfrentar riscos que se relacionem com todas as substâncias perigosas”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here