PARTILHAR

Uma confusão ontem entre mensagens da Direcção dos Serviços de Educação e Juventude (DSEJ) e da TDM deram origem a que muitos alunos faltassem às aulas. A DSEJ assegura que não disse que as aulas estavam canceladas, mas uma notícia dada por engano no canal chinês da TDM dava conta que os estudantes das escolas primárias, secundárias e do ensino especial não precisavam de ir às aulas.
A TDM já pediu desculpa no telejornal de ontem, mas a Associação Novo Macau enviou um comunicado onde critica o caso e pede até o despedimento do responsável da TDM.
Devido à chuva intensa ontem de manhã, o canal chinês da TDM deu a notícia citando a DSEJ, sendo que vários pais – que não visitaram o site da DSEJ – foram enganados com a mensagem. Algumas escolas mandaram também alertas aos pais sobre o cancelamento.
Trinta minutos depois de ter sido dada a notícia, o canal chinês declarou que esta será apenas um “ensaio”. Numa conferência de imprensa ontem à tarde, Leong Lai, directora da DSEJ, apresentou desculpas, mas sublinhou que o organismo não teve nenhuma culpa no caso, uma vez que este era um ensaio que acontece anualmente e que os órgãos envolvidos foram avisados disso mesmo.
Segundo a DSEJ, foi enviado um alerta a 11 de Março que indicava que iria haver este ensaio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here